Entre a marginalização e a esportivização: elementos para uma história da juventude skatista no brasil

Por: Leonardo Brandão.

Recorde: Revista de História do Esporte - v.1 - n.2 - 2008

Send to Kindle


Resumo

Considerando o esporte como assunto historiográfico e pertinente para se entender questões relacionadas à cultura e às práticas sociais, este artigo explora elementos da esportivização e marginalização do skate - pensado como um esporte radical e jovem no Brasil. Fruto de uma dissertação de Mestrado em História defendida na Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD) em janeiro de 2007, a proposta parte da lógica de uma História do Tempo Presente e investiga transformações compreendidas entre as décadas de 60 e 80 do século passado, período que inclui tanto a introdução da prática do skate no país quanto sua proibição pela prefeitura de São Paulo. Por ser uma pesquisa apoiada em referenciais da História Cultural, utiliza-se uma série de revistas, cartas e depoimentos para compreender as representações dos skatistas no espaço urbano, buscando também interpretar a associação entre esta atividade e a cultura punk.

Endereço: http://www.sport.ifcs.ufrj.br/recorde/sumario.asp?ed=2#artigos

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.