Entre o Estranho e o Familiar: o Uso de Analogias no Ensino de HistÓria

Por: Ana Maria F. C. Monteiro.

Cadernos Cedes - n.67 - 2005

Send to Kindle


Resumo

Este artigo tem por objetivo discutir o uso das analogias no ensino de história, utilizando as contribuições dos autores que operam teoricamente com o conceito de saber escolar, considerando sua especificidade e originalidade. As analogias são freqüentemente utilizadas pelos professores de história como recurso para facilitar a compreensão de conteúdos escolares, uma vez que possibilitam mediações simbólicas e aprendizagens significativas. Revelam-se recurso tentador para superar o estranhamento dos alunos face ao desconhecido que é, através delas, relacionado ao que lhes é familiar. Entre o científico e o senso comum, tornam-se recursos didáticos com grande potencial para a ressignificação de saberes e práticas, sintetizando de forma emblemática uma criação do saber escolar. No entanto, o risco do anacronismo exige cuidado e atenção para evitar que sua utilização se torne fonte de erros ou equívocos.

Tags:

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.