Entre o Meio da Rua e o Meio Esportivo - a Lutas em Jornais de Salvador (1920-1935)

Por: e Lucas Oliveira.

XXI Congresso Brasileiro de Ciências do Esporte e VIII CONICE - CONBRACE

Send to Kindle


Resumo

A fim de investigar como se deu o processo de incorporação das lutas como, o Jiu-jitsu, Boxe, luta livre, luta greco-romana que aparecem fortemente, sobretudo, após a criação do Club Athletico Bahiano no ano de 1915, este estudo analisa os jornais que circularam pela capital baiana na década de 1920 chegando até o início do Era Vargas. Com efeito, para a análise dos periódicos, foram utilizados os estudos de Norbert Elias (1994), em especial a teoria do processo civilizador, bem como, o trabalho de Tania Luca (2005) e Bourdieu (1983). Destacase que dentro desse período a capoeira também figurava nas páginas dos jornais soteropolitanos, porém com um enfoque bastante diverso daquele dado a outras lutas, algo que se destacou durante a pesquisa. Nesse sentido, tentamos identificar e compreender, a partir da leitura dos jornais, quais atores foram marginalizados e quais tiveram protagonismo na constituição de um campo das lutas/artes marciais na cidade Salvador. Este processo nos permitiu perceber que, não só de futebol vivia a capital baiana. E que neste cenário as lutas de modo geral, seriam um fator importante para estruturação do processo civilizador e do corpus social baiano, trazendo muito mais do que simplesmente a prática pela prática, uma vez que as mais variadas disputas de poder, quais sejam, social, política ou cultural, também se fizeram presente.

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.