Entre o Não Mais e o Ainda Não a Armadilha do Talvez, Quem Sabe: a Educação Física da Escola no Jogo da Economia do Discurso

Por: álcio Crisóstomo Magalhães.

Arquivos em Movimento - v.14 - n.2 - 2018

Send to Kindle


Resumo

O circuito do capitalismo total transformou a equidade em sinônimo da igualdade possível. Nesse processo, a educação formal foi convertida em indicador de desenvolvimento. Todavia, os eventos produzidos em ato contínuo ao golpe parlamento-midiático  de 2016 indicam a urgência de um novo entendimento. Em meio ao vácuo do “não mais” e o “ainda não” a Educação Física da escola foi deslocada para a esfera do “talvez, quem sabe”. Desenvolver essa tese, por meio do cotejamento de elementos da ação comunicativa, das teorias da contradição capital e trabalho, dos documentos e sistemas teóricos dos organismos multilaterais que advogam a “realidade” do consenso global é o objeto desse trabalho. Conclui-se que o investimento massivo em Educação Física e esporte, contraditoriamente cria uma grande armadilha para a área, mas ao mesmo tempo soa como uma alerta de incêndio.

Referências

BRASIL. Ministério da Educação. Lei nº 5.692/1971, de 11 de agosto de 1971, que fixa Diretrizes e Bases para o ensino de 1° e 2º graus, e dá outras providências. 1971. Disponível em: < http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L5692.htm>. Acesso em: 13 mai. 2017.

__________________________ Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB 9.394), Brasília, Editora do Brasil, 1996, 38 páginas.

___________________________. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Lei nº 13.415/2017, de 13 de fevereiro de 2017, Altera as Leis nos 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional, e 11.494, de 20 de junho 2007, que regulamenta o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação, a Consolidação das Leis do Trabalho - CLT, aprovada pelo Decreto-Lei no 5.452, de 1o de maio de 1943, e o Decreto-Lei no 236, de 28 de fevereiro de 1967; revoga a Lei no 11.161, de 5 de agosto de 2005; e institui a Política de Fomento à Implementação de Escolas de Ensino Médio em Tempo Integral. 2017. Disponível em: < http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2015-2018/2017/lei/L13415.htm>. Acesso em: 10 mai. 2017.

BRACHT, Valter. A Constituição das teorias pedagógicas da Educação Física. Cadernos Cedes, ano XIX, nº 48, Agosto, p. 86-86. MAGALHÃES; ARQUIVOS em MOVIMENTO, v.14, n.2, p.85-99, Jul Dez 2018 99

___________________. Depoimento In Coletivo de Autores, Metodologia do Ensino de Educação Física. São Paulo: Cortez, 2009.

GOIÁS, Secretaria Estadual de Educação. Currículo de Referência da Rede Estadual de Educação de Goiás. Goiânia: Governo do Estado de Goiás, 2012. Disponível em < http://www.seduc.go.gov.br/imprensa/documentos/arquivos/Curr%C3%ADculo%20Refer%C 3%AAncia/Curr%C3%ADculo%20Refer%C3%AAncia%20da%20Rede%20Estadual%20de %20Educa%C3%A7%C3%A3o%20de%20Goi%C3%A1s!.pdf >. Acesso em 28/06/2018.

GONZÁLEZ, Fernando Jaime e FENSTERSEIFER, Paulo Evaldo. Entre o “não mais” e o “ainda não”: pensando saída do não-lugar da EF escolar. Cadernos de Formação RBCE, p. 9-24, set. 2009

HOBSBAWM, Eric. O Novo Século: entrevista a Antônio Polito. São Paulo: Companhia das Letras, 2014.

_________________. Como Mudar o Mundo. São Paulo: Companhia das Letras, 2015. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios: Síntese de Indicadores 2015. Rio de Janeiro: IBGE; 2018

LEHER, Roberto. UNESCO, Banco Mundial e a educação dos países periféricos In Universidade e sociedade: fazer política hoje. ANDES – SN, São Paulo, dez. 2001. Acesso em: http://www.andes.org.br/imprensa/publicacoes/imp-pub-1425633132.pdf. Acesso em: 28 de set. 2018. MATIAS et al. Políticas de esporte e lazer nos anos Lula e Dilma. Brasília: Thesaurus, 2015. Ministério do Esporte deu verba a ONG de PM após desvio. Estadão, São Paulo, 18 out. 2011. Disponível em: https://politica.estadao.com.br/noticias/geral,ministerio-do-esporte-deu-verbaa-ong-de-pm-apos-desvio,787234. Acesso em: 28 set. 2018. ONG condenada por desvio de verba do Esporte tem de devolver R$ 5 milhões. UOL, São Paulo, 29 out. 2016. Disponível em: https://esporte.uol.com.br/ultimasnoticias/2016/10/29/ong-que-desviou-verba-do-ministerio-do-esporte-tera-de-devolver-r-5- mi.htm?cmpid=copiaecola. Acesso em 19 set. 2018. 

Endereço: https://revistas.ufrj.br/index.php/am/article/view/19325

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.