Equoterapia: Recurso Inovador no Processo Ensino-aprendizagem

Por: Maria Aparecida Paschoal Góes.

III Congresso de Ciência do Desporto

Send to Kindle


Introdução: Equoterapia é um método terapêutico e educacional, que utiliza o cavalo dentro de uma abordagem interdisciplinar nas áreas da Saúde, Educação e Equitação, buscando o desenvolvimento biopsicossocial de pessoas com deficiências e/ou com necessidades especiais. O uso dessa prática foi adotado na reabilitação e educação de pessoas necessitadas de cuidados especiais em mais de 140 países, sendo que, no Brasil, este método está sendo utilizado desde 1989. A prática equoterápica possibilita o desenvolvimento, o ajustamento pessoal e a autonomia de crianças com necessidades educativas especiais sendo que, quando incluída no atendimento destas crianças, tem por objetivo facilitar a organização do esquema corporal, da orientação espacial, proporcionar o equilíbrio, melhora de postura e lateralidade, coordenação motora, auto-estima, autoconfiança e disciplina. Além disso, esta prática permite às crianças um novo olhar para o mundo que as rodeia, ultrapassando os portões da escola que através do contato com a natureza, conquista novas formas de aprendizagem.

OBJETIVO: Apresentar os dados obtidos a partir das 51 crianças atendidas pela Associação de Equeoterapia de Campinas (AEC) no ano de 2008, no intuito de melhorar o processo de aprendizagem e a inclusão social das mesmas.

METODOLOGIA: Foram atendidas 51 crianças com patologias diversas como transtorno invasivo do desenvolvimento, síndrome de Asperger, encefalopatia crônica não progressiva, síndrome de Down, síndrome de West, entre outras, com idade entre 3 a 12 anos, as quais foram avaliadas através de 42 sessões da terapia nas seguintes áreas: desenvolvimento da motricidade, coordenação óculo-manual, atenção e concentração, construção da imagem corporal, percepção, lateralidade, organização espaço-temporal, formas, letras, números, comunicação, afetividade, confiança e auto-estima.

RESULTADOS: Os dados obtidos através de registros diários de campo juntamente com as informações cedidas pelos pais e professores indicaram melhoras na postura, equilíbrio, controle cervical, ortostatismo, deambulação ativa assistida, deambulação ativa, auto-estima, autoconfiança, comunicação, compreensão, organização espacial, organização temporal, coordenação motora, atenção, concentração, conhecimento de letras, números, forma, cor e tamanho destas crianças.

CONCLUSÃO: Diante dos resultados alcançados pode-se concluir que a Equoterapia atua promovendo o desenvolvimento do ensino e aprendizagem em nível cognitivo (o saber), psicomotor (saber fazer) e afetivo (saber ser um cidadão e uma cidadã) de seus pacientes.

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.