Escala de Silhuetas Bidimensionais: Uma Investigação Acerca de Sua Aplicabilidade Ao Cego Congênito

Por: Fabiane Frota da Rocha Morgado e Maria Elisa Caputo Ferreira.

Revista Brasileira de Ciências do Esporte - v.31 - n.2 - 2010

Send to Kindle


Resumo

Introdução: a insatisfação com o corpo é um dos componentes da imagem corporal que favorece transtornos psicológicos e pode ser avaliada através de escalas de silhuetas. Objetivo: verificar a aplicabilidade da Escala de Silhuetas Bidimensionais (ESB) em cegos congênitos adultos. Material e método: foram selecionados 20 sujeitos cegos congênitos para ordenar as figuras da ESB, da mais magra para a mais gorda. Resultado: nenhum dos sujeitos acertou a ordenação das nove figuras e não reconheceu a ESB. Conclusão: sugere-se a realização de estudos que explorem outra forma de adaptação da Escala de Silhuetas para o público cego ou a criação de novos instrumentos de avaliação.

Endereço: http://www.revista.cbce.org.br/index.php/RBCE/article/view/704

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.