Escola Infantil: Um Espaço e Um Tempo Para a Aproximação Intergeracional

Por: Beatriz Oliveira Pereira e Míriam Stock Palma.

XI Congresso de Educação Física e Ciências do Desporto dos Países de Língua Portuguesa

Send to Kindle


.Resumo

A Escola Infantil configura-se como um lugar substancialmente fértil para
o desabrochar dos diversos repertórios da cultura corporal, expressos em
br inc ade i ras, jogos, danç a s, ativ idade s e sportiva s e ou t ra s pr á t i c a s.
Oportunizar espaços nas instituições infantis para que pais e avós possam
ensinar/compartilhar com seus filhos e netos os jogos que praticavam em
sua infância, experienciando as brincadeiras do folclore rico que temos,
pode-se traduzir como um importante resgate da cultura na qual as crianças
estão inseridas e um mergulho em sua própria história. Nessa perspectiva,
o propósito deste estudo foi resgatar os jogos tradicionais e socializá-los
no contexto das aulas de educação física da escola infantil, através da
participação das crianças, de seus pais, avós e professores, mostrando esse
novo conteúdo como algo próximo à realidade das crianças e propiciando
um ambiente em que elas pudessem imaginar-se como parte integrante
desse conhecimento através de elos familiares; como objetivos específicos:
a) verificar o empenhamento das crianças durante o ensino dos jogos
tradicionais; b) registrar se elas se apropriam desses jogos em seus tempos
livres e c) propiciar a aproximação intergeracional. Participaram do estudo
20 crianças de 4 a 6 anos de idade, das turmas dos Jardins A e B da Creche
da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, em Porto Alegre/ Brasil.
Foram aplicados questionários e entrevistas aos pais e avós, bem como
realizadas observações das crianças durante o ensino dos jogos nas aulas
de Educação Física e em seus tempos livres. Para a análise dos dados,
utilizaram-se pareceres descritivos realizados através da transcrição de fitas
de vídeo dessas aulas e dos tempos livres. Os resultados da investigação
apontam para a participação ativa das crianças durante o ensino dos jogos
tradicionais por seus pais e avós, a apropriação desses jogos pela grande
maioria das crianças em seus tempos livres, bem como o envolvimento
efetivo dos familiares com as crianças no processo educativo. O resgate da
cultura infantil, através da vivência dos jogos tradicionais na Creche da
UFRGS, em que pais e filhos, avós e netos puderam compartilhar os
significados dos jogos de forma espontânea e prazerosa, suscitou a reflexão
sobre a importância de a Escola Infantil propiciar às crianças e aos adultos
a oportunidade ímpar de (re)viver intensamente a infância.

Endereço: http://citrus.uspnet.usp.br/eef/uploads/arquivo/71_Anais_349.pdf

Ver Arquivo (PDF)

Tags:

Comentários


:-)





© 1996-2021 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.