Escola Nova Versus Escola Unitária: Contribuições Para o Debate

Por: Rosemary Dore Soares.

Educação e Sociedade - v.17 - n.54 - 1996

Send to Kindle


Resumo

Resumo O artigo aborda fundamentos teóricos do atual debate sobre uma política educacional democrática. Parte de análises que compreendem a escola como um projeto exclusivamente burguês, postulando soluções para enfrentá-lo que são buscadas no passado revolucionário do processo de ascensão da burguesia, a escola tradicional, ou no passado do movimento operário, a escola politécnica. Essas análises sustentam ter no pensamento de Antonio Gramsci seu marco teórico. Redimensionando o enfoque teórico-metodológico através do qual a questão vem sendo examinada, focaliza-se articulações teóricas de Gramsci sobre o Estado e a organização escolar que lhe permitiram entender a Escola Nova como espaço contraditório da sociedade civil. Aprofundando seus aspectos contraditórios, ele elaborou o projeto da Escola Unitária. Este, superando concepções educacionais precedentes, alarga as possibilidades de encontrar novas alternativas democráticas para a escola. No Brasil, a Escola Unitária vem sendo confundida com a escola politécnica, dificultando distinguir a educação para a "polivalência", exigida atualmente pelo capitalismo, da educação no sentido da Escola Unitária, proposta surgida no campo teórico socialista. Palavras chave: Estado, hegemonia, política educacional, formação unitária, formação politécnica.

Tags: Nenhuma cadastrada :(

Comentários


:-)





© 1996-2014 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.