Especialização em Escolar Formação Continuada de Professores de Educação Física na Universidade Federal de Goiás: Um Estudo de Caso

Por: Amanda Corrêa Patriarca.

60 Reunião Anual da SBPC

Send to Kindle


INTRODUÇÃO:

No campo específico da formação de professores de EF, a re-atualização profissional acontece mediante práticas de formação continuada que se traduzem por cursos de pequena duração, atualizações e atividades de transferência de conhecimentos aplicados. Apresentando-se como uma opção interessante para o acesso à formação continuada, os cursos de especialização se configuram como alternativa das mais adequadas - diga-se aligeiradas e flexíveis - para a atualização do professor dentre as possibilidades existentes.

Nessa direção, o debate que envolve a problemática da formação de professores convida a uma ampliação de nosso olhar sobre o desafio da formação continuada, em especial, dos professores de EF. Este estudo aborda a temática da formação continuada em Educação Física, com atenção para a pós-graduação lato sensu em Educação Física Escolar na Faculdade de Educação Física da Universidade Federal de Goiás. Sua relevância relaciona-se a compreensão de algumas das crenças, das demandas e das relações com os saberes que orientam os professores de Educação Física junto à formação continuada.

METODOLOGIA:

Para a concretização dos propósitos desta investigação, foi realizado um estudo de caso do tipo etnográfico, que envolveu uma pesquisa de campo junto ao curso em questão, sendo utilizada a técnica da observação participante junto às aulas do curso e da entrevista semi-estruturada dirigida aos professores em formação. Seguindo uma lógica espiral, o estudo foi acompanhado de revisão bibliográfica acerca dos estudos que envolvem o tema da formação de professores, o que implicou num constante ir e vir do material de análise aos pressupostos teóricos utilizados que nos serviram para o processo de seleção e classificação dos dados coletados. E lhe foi combinada também a aplicação de questionários sócio-econômicos junto aos professores em formação e uma pesquisa documental que teve como fontes o Projeto Político Pedagógico do curso e o portal eletrônico da Faculdade de Educação Física da UFG. Destaca-se que todos os envolvidos na pesquisa, coordenador do curso, professores formadores e professores em formação participaram da investigação com livre e esclarecido consentimento.


 RESULTADOS:

A partir das entrevistas semi-estruturadas pudemos identificar as demandas que orientam os interesses dos professores em formação pela formação continuada, a relação que estabelecem com os saberes curriculares, as crenças que forjaram a partir de sua formação inicial e de seu trabalho docente. As demandas mais citadas pelos professores em formação foram o interesse em qualificar sua prática pedagógica, ingressar no serviço público, acessar o mestrado ou para aprofundar os conhecimentos tratados na formação inicial. No que se refere à opção pelo curso de especialização de EF Escolar, esta é justificada a partir do "diferencial" relativo ao viés sócio-crítico de seu projeto de formação. Em relação às disciplinas do curso, nota-se a construção de uma hierarquização dos saberes disciplinares em função de sua articulação com as demandas postas pela prática pedagógica na escola, destacando aquelas que proporcionam a compreensão acerca da escola e da prática pedagógica. Identificamos algumas crenças acerca do professor de EF na escola, onde este é culpabilizado pela falta de valorização, sendo responsável também por uma intervenção com limitado envolvimento intelectual por não demonstrar compromisso pelas mudanças da escola e por não ter clareza sobre o objeto de trabalho.


 CONCLUSÕES:

Através do diálogo e análise de conteúdos das entrevistas podemos perceber que os professores em formação "filtram" os saberes e conhecimentos organizados pelo curso em função da relação com a sua prática pedagógica, no sentido de melhor qualificar a sua intervenção na escola. No entanto, percebe-se, a partir das crenças destes professores em relação ao papel da EF na escola e ao trabalho do professor de EF, uma clara preocupação com a qualificação de seu trabalho no sentido da mudança da realidade escolar, algo que reflete a influência da experiência da formação inicial, em grande parte, vivida pelos professores em formação na própria UFG. Enfim, concluímos que o curso de especialização em EF escolar vem logrando significativo êxito quanto aos seus objetivos e demandas dos professores em formação. Ainda que eles não sejam plenamente atendidos em suas expectativas de uma relação mais direta do curso com a prática e com o cotidiano escolar, reconhecem o "diferencial" da especialização em EF escolar da UFG ante o concorrido mercado educacional que se criou em torno da pós-graduação lato sensu na cidade de Goiânia e no país, qual seja, sua orientação pedagógica e política por uma qualidade socialmente referenciada.

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.