Esporte, Entretenimento e Espetáculo: as Narrativas do Futebol na Cobertura Jornalística da Copa do Mundo 2010

Por: Rafael de Oliveira Lourenço.

132 páginas. 2012 08/10/2012

Send to Kindle


Resumo

O objetivo desta pesquisa é realizar uma análise das narrativas textuais produzidas pelo Jornal  Nacional e Jornal da Record que foram ao ar nos dias 15, 25 e 28 de junho e 02 de julho de 2010 (período da participação da seleção brasileira na Copa do Mundo), no intuito de verificar sobre o que falaram as coberturas do futebol e quais as suas intersecções com temas além do esporte no contexto da Sociedade do Espetáculo. Para verificar as dimensões do futebol no Brasil, foram usados textos de autores como Ronaldo Helal, Hilário Franco Jr. e Hugo Lovisolo. Para a fundamentação teórica sobre a sociedade e meios de comunicação onde as narrativas analisadas são produzidas, essa pesquisa se baseou em textos de Guy Debord, Cláudio N. P. Coelho, Jorge Pedro Sousa e Michael Kunczik. Para analisar as narrativas textuais dos telejornais, o conteúdo dos programas foi dividido em três grupos: “sobre o jogo” (narrativas que falaram sobre as partidas), “extra campo” (matérias feitas com as torcidas e textos que vincularam o futebol a outros temas) e “editorial” (demais matérias dos telejornais). A partir da análise dessas narrativas textuais, foi possível verificar sobre o que falou a cobertura da Copa do Mundo 2010, que se assemelhou muito a uma festa da nação e do comércio e mostrou a dimensão comercial e de pertencimento fortemente presentes narepresentação do futebol na contemporaneidade.
Palavras-chave: Comunicação. Produtos Midiáticos. Telejornalismo. Entretenimento.Futebol. Narrativas.

Endereço: http://casperlibero.edu.br/mestrado/dissertacoes/esporte-entretenimento-e-espetaculo-as-narrativas-do-futebol-na-cobertura-jornalistica-da-copa-do-mundo-2010/

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.