Esportes de Aventura Praticados na Barra da Tijuca e São Conrado, RJ: Um Levantamento das Modalidades e Formação do Instrutor

Por: Bruno Henrique Ribeiro Sampaio, , e Leonardo Mota de Castro.

Motrivivência - v.32 - n.61 - 2020

Send to Kindle


Resumo

Buscou-se identificar e analisar quais são os esportes de aventuras mais praticados na Barra da Tijuca e São Conrado, bem como a formação dos instrutores responsáveis pela condução dessa vertente esportiva nos referidos espaços naturais do Rio de Janeiro. A partir de um estudo de campo, com um grupo amostral de 176 instrutores foi possível afirmar que os esportes de aventura mais praticados são voo livre (81%), kitesurf (7%), surf (5%), trilha (5%), rapel (2%) e escalada (1%). Quanto à formação profissional, a investigação permite sinalizar que apenas 14% do total de instrutores possuíam formação em Educação Física. Portanto, o estudou concluiu que os esportes de aventura mais praticados nas regiões são os de mar e montanha, além de desvelar a necessidade de formação em Educação Física, bem como cursos de capacitação de instrutores de esportes de aventura, bem como para formação daqueles que têm interesse por atuação nesse campo.

lReferências

ALMEIDA, L. G. V. Ritual, risco e arte circense: o homem em situações limites. Brasília: UnB, 2008.

ASHCROFT, F. M. Life at the extremes: the science of survival. London: Harper Collins, 2001.

BERNARDES, L. A. Atividades e esportes de aventura para profissionais de Educação Física. 1ª edição: 2013.

BRASIL. Lei n. 9.9696, de 1 de setembro de 1998. Dispõe sobre a regulamentação da Profissão de Educação Física e cria os respectivos Conselho Federal e Conselhos Regionais de Educação Física. Brasília, DF, Diário Oficial da União, 1998.

BRASIL, Vinicius et al. A formação profissional para treinadores de surf no Brasil. In. Educação Física e Esporte: convergindo para novos caminhos. NASCIMENTO, J. V.; SOUZA, E. R.; RAMOS, V.; ROCHA, J. C. (Orgs.) Florianópolis: Editora da UDESC, 2015.

COICEIRO, G. A. O imaginário social de aventureiros do extremo: o universo simbólico dos praticantes de provas de ultraresistência. 2007. 236 f. (Tese de Doutorado em Educação Física) UGF, Rio de Janeiro, 2007.

DIAS, C. A. G.; ALVES JÚNIOR, E. D. Entre o mar e a montanha: esporte, aventura e natureza no Rio de Janeiro. Niterói: EdUFF, 2007.

DIAS, C. A. G.; ALVES JUNIOR, E. D. O Voo livre no Rio de Janeiro: uma visão panorâmica. Revista Digital EFDeportes, Buenos Aires, v. 11, n. 105, 2007.

MARCONI, M. A.; LAKATOS, E. M. Fundamentos de Metodologia Científica. 8 ed. São Paulo: Atlas, 2017.

MILISTETD, M.; TRUDEL, P.; MESQUITA, I.; NASCIMENTO, J. V. Coaching and Coach Education in Brazil. International Sport Coaching Journal, v. 1, p. 165-172, 2014.

MORRISON, L.; COLMAN, A.; PRESTON, C. Mystery customer research: cognitive processes affecting accuracy. Journal of the Market Research Society, v. 39, p. 349-361, 1997.

MOURA, D. L.; SOARES, A. J. G. Esporte de risco e risco no esporte: uma análise do risco percebido no voo livre. Revista Educação Física da UEM, Maringá, v. 25, n. 1, 2014.

PAIXÃO, J. A. Entre a aventura e o risco: formação e atuação profissional de instrutores de esporte de aventura no Estado de Minas Gerais. Revista Mackenzie de Educação Física e Esporte, São Paulo, v. 14, n. 1, p. 257-271, 2015.

PAIXÃO, J. A.; TUCHER, G. Risco e aventura por entre as montanhas de minas: a formação do profissional de esporte de aventura. Pensar a Prática, Goiânia, v. 13, n. 3, 2010.

RODRIGUES, P. A. F.; MELO, M. P.; ASSIS, M. R.; PALMA, A. Condições socioeconômicas e prática de atividades físicas em adultos e idosos: uma revisão sistemática. Revista Brasileira de Atividade Física e Saúde, v. 22, n. 3, p. 217-232, 2017.

SAMPIERI, R. H.; COLLADO, C. F.; LUCIO, M. D. P. B. Metodologia de pesquisa, 5ª ed. São Paulo: Artmed, 2013.

SPINK, M. J. Suor, Arranhões e Diamantes: as contradições do risco na modernidade reflexiva. http://www.ensp.fiocruz.br/projetos/esterisco/ index.htm, 2002.

SPINK, Mary Jane et al. Onde está o risco? Os seguros no contexto do turismo de aventura. Psicologia & Sociedade, Vol. 16, n. 2, p. 81-89, 2004.

THOMAS, J. R.; NELSON, J. K.; SILVERMAN, S. J. Métodos de pesquisa em atividade física. 6ª ed., Porto Alegre: Artmed, 2012.

Endereço: https://periodicos.ufsc.br/index.php/motrivivencia/article/view/2175-8042.2020e61665

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.