Esportes de Inverno I – Ski e Snowboard

Por: Cris Costa.

Atlas do Esporte no Brasil.

Send to Kindle


Resumo

Já foram celebrados 80 anos dos Jogos Olímpicos de Inverno, mas sua história começa no início do século XX. Em 1901 foram realizados os primeiros “Jogos Nórdicos”, em Estocolmo, Suécia. Em 1908 ocorreram as primeiras competições de patinação artística (figure skating) dentro dos Jogos Olímpicos, em Londres. Em 1924, na ocasião dos Jogos de Paris, a Semana dos Esportes de Inverno, em Chamonix, é registrada como os Primeiros Jogos Olímpicos de Inverno apesar deste evento ter sido oficialmente incluído no calendário olímpico um ano mais tarde. No Brasil a primeira instituição a se interessar pelos esportes de inverno foi o Clube Alpino Paulista-CAP, sediado em São Paulo-SP, que no início da década de 1960, ao constatar o destaque de alguns jovens brasileiros em competições regionais de Ski da Europa e América do Sul, solicitou ao Conselho Nacional de Desportos-CND permissão para representar o Brasil junto à Fédération Internationale de Ski / International Ski Federation-FIS, com sede na Suíça. Hoje, há três confederações que lidam com esportes de inverno no Brasil, sendo duas filiadas ao Comitê Olímpico Brasileiro-COB. No presente capítulo, o foco central reside nas modalidades ski e snowboard, supervisionadas pela Confederação Brasileira de Desportos na Neve-CBDN. Já o capítulo que se segue focaliza as modalidades de bobsled, skeleton e luge, atualmente dirigidas pela Confederação Brasileira de Desportos no Gelo-CBDG. Estas cinco modalidades constituem as de representação nacional quando da interveniência do COB, basicamente relacionadas aos Jogos Olímpicos. De resto, a terceira confederação de esportes de inverno é a Confederação Brasileira de Hóquei no Gelo-CBHG (ver destaque abaixo), participante apenas de Copas do Mundo e Campeonato Sul-Americanos deste esporte, fora da alçada do COB.

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.