Esportes de Praia

Por: Fernando Antônio Cardoso Garrido, e Vera Lúcia de Menezes Costa.

Atlas do Esporte no Brasil.

Send to Kindle


Resumo

Segundo Gilberto Freyre (1948), o hábito de banho de mar foi introduzido no Brasil, no início do século XIX, a partir da cidade do Rio de Janeiro. Os banhos eram recomendados por seus efeitos terapêuticos pelos ingleses então radicados como comerciantes na então capital do Império. Um outro indício da existência do hábito no país, vincula-se ao Regulamento da Instrução Primária de 1885, aplicado à reforma do Colégio Dom Pedro II (colégio padrão do Brasil com sede no RJ) a partir deste ano. A proposição curricular dava ênfase à ginástica e a longas caminhadas para o fortalecimento dos pulmões, tanto como ao banho de mar no aprendizado da natação (Guedes, 2004). De qualquer maneira, pelo menos no Rio de Janeiro – cidade que estabelecia modismos no país como capital nacional – os banhos de mar já eram praticados no sentido recreativo no Brasil do início do século XX, de acordo com relato de Rosa Maria Araújo (1993). Em 1915, os jornais já noticiavam prélios de futebol nas praias populares do RJ. Nos anos de 1930, o futebol e o voleibol já eram atividades organizadas encontradas nas areias da praia de Copacabana, também no RJ.

Ver Arquivo (PDF)

Tags:

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.