Esportividade, Melancolia, Nacionalismo e Deficiência: a Cobertura Fotográfica dos Jogos Paralímpicos Pelas Lentes da Folha de São Paulo (1992 - 2016)

Por: , , e .

Motrivivência - v.30 - n.56 - 2018

Send to Kindle


Resumo

Esta pesquisa teve como objetivo caracterizar a representação imagética do esporte e dos atletas paraolímpicos na cobertura fotográfica do jornal Folha de São Paulo durante a realização dos Jogos Paralímpicos no período de 1992 a 2016.  O estudo foi de cunho quanti-qualitativo, descritivo e exploratório e se baseou na teoria do enquadramento. Houve um aumento no número de fotografias publicadas no decorrer dos anos, sendo que algumas das características principais das fotos são: esportividade dos atletas; melancolia associada à deficiência; promoção de nacionalismo; e espetacularização do grotesco e do ciborgue. O caráter polissêmico das representações propagadas nas fotografias revela algumas das complexidades envolvidas nas formas de se conceber atletas com deficiência e a necessidade de se melhor qualificar a mídia para futuras coberturas do esporte paralímpico.

Referências

BETTI, M. Esporte na mídia ou esporte da mídia? Motrivivência, n. 17, p. 1–3, 2001. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/motrivivencia/article/view/5929.

BITTENCOURT, F. G. et al. Ritual olímpico e os mitos da modernidade: implicações midiáticas na dialética universal/local. Pensar a Prática. V. 8, n. 1, p. 21-36, 2005. Disponível em: https://www.revistas.ufg.br/fef/article/view/16061/9849. Acessado em: 02 de abril de 2017.

BRITTAIN, I.; BEACOM, A. Leveraging the London 2012 Paralympic Games: what legacy for people with disabilities? Journal of Sport and Social Issues, v. 40, n. 6, p. 499-521, 2016.

BRITISH PARALYMPIC ASSOCIATION. Guide to Reporting on Paralympic Sport. Reino Unido, ParalympicsGB, 2012. Disponível em: http://paralympics.org.uk/uploads/documents/imported/ParalympicsGB_Guide_to_Reporting_on_Paralympic_Sport_-_June_2012.pdf

BRUCE, T. Us and them: the influence of discourses of nationalism on media coverage of the Paralympics. Disability & Society, v. 29, n. 9, p. 1443–1459, 2014.

BUYSSE, J. A. M.; BORCHERDING, B. Framing Gender and Disability: A Cross-Cultural Analysis of Photographs From the 2008 Paralympic Games. International Journal of Sport Communication, v. 3, n. 3, p. 308–321, 2010.

COAKLEY, J. Age and Ability: Barriers to participation and inclusion? In: Sports in Society: Issues and Controversies. 11. ed. New York: Mc Graw Hill Education, 2009. p. 302–349.

DEBORD, G. A Sociedade do Espetáculo. Rio de Janeiro: Contraponto, 1997.

FIGUEIREDO, T. H. Gênero e Deficiência – uma análise da cobertura fotográfica dos Jogos Paralímpicos de 2012. Estudos em Jornalismo e Mídia, v. 11, n. 2, p. 484–497, 2014.

GOFFMAN, E. Estigma: notas sobre a manipulação da identidade deteriorada. 4a ed. Rio de Janeiro: LTC, 2012.

GONÇALVES, G. C.; ALBINO, B. S.; VAZ, A. F. O herói esportivo deficiente: aspectos do discurso em mídia impressa sobre o Parapan-Americano 2007. In: PIRES, G. D. L. (Org.). “Observando” o Pan Rio/2007 na mídia. Florianópolis: Tribo da Ilha, 2009. p. 149– 167.

HARDIN, M. M.; HARDIN, B. The “Supercrip” in sport media: Wheelchair athletes discuss hegemony’s disabled hero. SOSOL: Sociology of Sport Online, v. 7, n. 1, p. 1, 2004.

HILGEMBERG, T. Do Coitadinho ao Super-heroi Representação social dos atletas paralímpicos na mídia brasileira e portuguesa. Ciberlegenda, n. 30, p. 48–58, 2014.

HOWE, P. D. From Inside the Newsroom: Paralympic Media and the `Production’ of Elite Disability. International Review for the Sociology of Sport, v. 43, n. 2, p. 135– 150, 2008.

INTERNATIONAL PARALYMPIC COMMITTEE. Guide to reporting on persons with an impairment. Bonn, International Paralympic Committee, 2014. Disponível em: https://www.paralympic.org/sites/default/files/document/141027103527844_2014_10_31+Guide+to+reporting+on+persons+with+an+impairment.pdf Acessado em 12/04/2017.

MACHADO, I. Por que semiosfera? In: MACHADO, I. Semiótica da Cultura e Semiosfera. São Paulo: Annablume/Fapesp, 2007, p. 15-23.

MARQUES, R. F. R. et al. A abordagem midiática sobre o esporte paralímpico: o ponto de vista de atletas brasileiros. Movimento, v. 20, n. 3, p. 989– 1015, 2014.

MARQUES, R. F. R. A contribuição dos Jogos Paralímpicos para a promoção da inclusão social: o discurso midiático como um obstáculo. Revista Brasileira de Educação Física e Esporte, n. 108, p. 87–96, 2016.

MARTÍN-BARBERO, J. Ofício de cartógrafo: travessias latino-americanas da comunicação na cultura. São Paulo: Edições Loyola, 2004.

MARTÍN-BARBERO, J. Dos meios às mediações: comunicação, cultura e hegemonia. Rio de Janeiro: Editora UFRJ, 2009.

MENDONÇA, R. F.; SIMÕES, P. G. ENQUADRAMENTO: Diferentes operacionalizações analíticas de um conceito. Revista Brasileira de Ciências Sociais, v. 27, n. 79, p. 187–235, 2012.

PAPPOUS, A.; SOUZA, D. L. DE. Guia para a mídia: Como cobrir os Jogos Paralímpicos Rio 2016, 2016. Disponível em: https://static.kent.ac.uk/media/news/2016/05/GUIA-paralimpicos.pdf.

PAPPOUS, A. et al. La representación mediática del deporte adaptado a la discapacidad en los medios de comunicación. Ágora para la EF y el Deporte, n. 9, p. 31–42, 2009.

PAPPOUS, A. S.; MARCELLINI, A.; DE LÉSÉLEUC, E. From Sydney to Beijing: the evolution of the photographic coverage of Paralympic Games in five European countries. Sport in Society, v. 14, n. 3, p. 345–354, 2011.

PIRES, G. D. L. Breve introdução ao estudo dos processos de apropriação social do fenômeno esporte. Revista de Educação Física/UEM, v. 9, n. 1, p. 25–34, 1998.

ROTHBERG, D. O conceito de enquadramento e sua contribuição à crítica de mídia. p. 53–68, 2007.

SILVA, C. F.; HOWE, P. D. The (In)validity of Supercrip Representation of Paralympian Athletes. Journal of Sport & Social Issues, v. 36, n. 2, p. 174–194, 2012.

ZOBOLI, F. et al. Um olímpico paraolímpico: uma análise midiática da participação de Oscar Pistorius nas Olimpíadas de Londres 2012. In: MEZZAROBA, C. et al (orgs). As olimpíadas e paraolimpíadas de 2012 na mídia sergipana. Ed. UFS, São Cristóvão, 2014.

ZOBOLI, F., CORREIA, E. S., LAMAR, A. R. Corpo, Tecnologia e Desporto: considerações a partir do caso da paratleta Danielle Bradshaw. Movimento, Porto Alegre, v. 22, n. 2, 659-670, abr./jun. de 2016. Disponível em: http://www.seer.ufrgs.br/index.php/Movimento/article/view/56441/37392. Acessado em: 04 de abril de 2017.

Endereço: https://doi.org/10.5007/2175-8042.2018v30n56p76

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.