Estabilidade: Aspecto Significativo na Previsão do Talento no Basquetebol Feminino

Por: Vagner Roberto Bergamo.

Revista Brasileira de Ciência & Movimento - v.12 - n.2 - 2004

Send to Kindle


Resumo

Este estudo teve como objetivo verificar a estabilidade da expectativa de sucesso esportivo por meio da análise do comportamento da aptidão física durante o processo de crescimento e o efeito de treinamento em atletas jovens (AJ) e atletas adultas (AA) de basquetebol. Para tanto, o estudo ex-post-facto do tipo descritivo foi constituída por nove atletas jovens e quatorze atletas adultas de basquetebol feminino, as quais foram acompanhadas longitudinalmente por 3 ou mais anos (3 a 6 anos), com idade compreendida de 13 a 18 anos (AJ) e 19 a 33 anos de idade (AA) e tempo de prática de 15h/semanais (AJ) e 25h/ semanais (AA). Durante o período de observação todas as atletas serviram a seleção segundo suas categorias. As variáveis mensuradas foram: massa corporal (MC); estatura (E); dobras cutâneas (DC); consumo máximo de oxigênio (l/ m e ml.kg.-1min-1); potência anaeróbia (40 seg.); impulsão vertical sem auxílio (IVS); impulsão vertical com auxílio (IVC); agilidade (SR); velocidade (50m), seguindo padronização CELAFISCS. Os valores de Pearson foram para AJ significativamente altos e muitos altos MC (0,91), E (0,95), 40 seg. (088), 50m (0,73), ao passo que as AA apresentaram valores de Pearson significativamente altos e muitos altos para MC (0,98), E (0,99), DC (0,75), l/m (0,79), ml.kg.-1min-1 (0,80), 50m (0,89), SR (0,85), IVS (0,92) e IVC (0,91). Estes dados permitem concluir que AJ apresentam estabilidade nas variáveis antropométricas, velocidade e potência anaeróbia durante o período de adolescência, e, portanto, a expectativa de sucesso esportivo pode ser predita em idades precoces, uma vez que as AA apresentaram estabilidade em todas as variáveis, com exceção da potência anaeróbia, em virtude da diminuição de seus valores na idade adulta. Isso vem comprovar que a expectativa de sucesso esportivo pode ser predita em períodos precoces (infância) para as variáveis antropométricas, e velocidade, período média (puberdade) metabólica (40 seg.), sendo as demais variáveis preditas com sucesso em período mais avançado (adolescência). PALAVRAS-CHAVE: aptidão física, variáveis mensuráveis, sucesso esportivo, atletas jovens, atletas adultas.

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.