Estabilidade Locomoção Enquanto Passear o Cão.

Por: Bruna Carla Périco, , Fernanda Lopes Magre, Larissa Agnes Porto, Mayara Borkowske Pestana e Stephanie Cristina Miranda Pacheco.

Motriz - v.19 - n.3 - 2013

Send to Kindle


Resumo

O objetivo deste estudo foi avaliar como anda um cão na coleira influenciado a percepção tátil e estabilidade durante a locomoção humana. Quatorze adultos, com e sem restrição de vista, andou sobre uma trave de equilíbrio estreito por si só, ou segurando uma coleira amarrada a um cão que andava em um banco estreito paralelo. O desempenho dos participantes que caminharam com o cão, mas com os olhos vendados, de forma significativa (p <0,05) apresentaram melhora em comparação à condição sem o cão. Seu desempenho locomoção foi avaliada através da duração do deslocamento total na trave, durações da fase de duplo apoio, balançar fase, pisando ciclo, dando um passo comprimento e velocidade linear, bem como a variabilidade da fase relativa inter-membro. Com a visão, estes parâmetros não foram afetados pela presença do cão. Conclui-se que esses adultos foram capazes de usar coleira do cão para detectar propriedades táteis, a fim de conseguir o controle postural (por exemplo, a estabilidade no desempenho de velocidade) durante a caminhada.

Endereço: http://www.periodicos.rc.biblioteca.unesp.br/index.php/motriz/article/view/7191

Tags:

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.