Estado da Arte Sobre Afetividade na Formação de Grupos em Ambientes Colaborativos de Aprendizagem

Por: Carla Lopes Rodriguez, Ig Ibert Bittencourt, Kamila Takayama Lyra, Patrícia Augustin Jaques, Rachel Carlos Duque Reis e Seiji Isotani.

Revista Brasileira de Informática na Educação - v.23 - n.3 - 2015

Send to Kindle


Resumo

Um dos grandes desafios na área de pesquisa em aprendizagem colaborativa com suporte computacional (CSCL) refere-se à formação de grupos de aprendizagem que assegure a sinergia existente entre os seus membros, para que os benefícios educacionais sejam alcançados de forma plena. No intuito de promover essa sinergia, pesquisadores da área de Computação Afetiva discutem a importância de considerar os estados afetivos (emoção, estado de ânimo, personalidade) na formação de grupos de aprendizagem. Contudo, são poucos os trabalhos que estudam, classificam e analisam os resultados obtidos pela comunidade científica mostrando os reais impactos da computação afetiva na aprendizagem em grupo. Nesse sentido, este trabalho apresenta o desenvolvimento de um mapeamento sistemático que investiga quais e como os estados afetivos são considerados na formação de grupos em ambientes CSCL. Em particular pretende-se responder as seguintes questões de pesquisa: (i) Quais são os estados afetivos utilizados na formação de grupos em ambientes CSCL? (ii) Quais as técnicas de inferência, representação e expressão dos estados afetivos são usadas na formação de grupos? (iii) Quais estratégias pedagógicas fundamentam a formação de grupos com estados afetivos? (iv) A utilização dos estados afetivos na formação de grupos foi avaliada empiricamente? Para condução desta pesquisa, nove bases digitais foram consultadas e 1081 artigos foram analisados. Dentre estes artigos, verificou-se que apenas 27 deles satisfaziam os critérios de inclusão e exclusão definidos neste trabalho e somente 13 continham informações relevantes para auxiliar a responder as questões de pesquisa definidas. Como principais resultados destaca-se que: (i) 76,92% dos estudos consideraram os traços de personalidade na formação de grupos em ambientes CSCL; (ii) grande parte dos trabalhos estão relacionados a inferência dos estados afetivos em ambientes CSCL por meio de preenchimento de questionário pelo aluno; (iii) constatou-se a carência de estudos fundamentados em teorias ou estratégias pedagógicas; e (iv) embora 6 estudos tenham sido avaliados empiricamente, observou-se que os resultados obtidos pela comunidade sobre afetividade na formação de grupos em ambientes CSCL são ainda bastante incipientes, oferecendo diversas oportunidades para pesquisas futuras.

Endereço: http://dx.doi.org/10.5753/rbie.2015.23.03.113

Ver Arquivo (PDF)

Tags:

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.