Estado, Educação e Hegemonia: Reflexos da Pedagogia Experimental na Educação Física em Sergipe (1947-1951)

Por: Hamilcar Silveira Dantas Junior.

147 páginas. 2003

Send to Kindle


Resumo

Após a 2ª Guerra Mundial, inicia-se um processo de reorganização sócio-política e econômica mundial. Em meio à estruturação democrática brasileira, revelam-se as lutas pela reordenação da hegemonia política em direção à modernidade, travadas na relação entre Estado e Educação. O governo eleito de Sergipe (1947-1951) revela, na figura de José Rollemberg Leite, uma administração emblemática. Apesar de eleito pelo conservadorismo-oligárquico, conduziu a Educação ,por princípios políticos sintonizados com o ideário pedagógico liberal modernizador. O objetivo deste trabalho foi verificar a direção dada à Educação Física pelas políticas educacionais ,no estado de Sergipe, nesse período. O estudo segue os princípios da Ciência da História, a partir da perspectiva da Pedagogia histórico-crítica. Concluiu-se que em meio à sociedade oligárquica, a direção dada à Educação em Sergipe teve como perspectiva a possibilidade de expansão do ensino público no estado, partindo de uma visão liberal; imprimiu-se à Educação Física o status de disciplina obrigatória, com orientação e estímulo a cargo do Estado; em suas práticas, visualizam-se reflexos dos princípios teórico-metodológicos da Pedagogia Experimental, e o esporte passa a ser legislado pelo Estado, ganhando corpo nas ações educativas, sobretudo ,por sua expressão de modernidade.

Endereço: http://www.nuteses.temp.ufu.br/tde_busca/processaPesquisa.php?pesqExecutada=2&id=406&listaDetalhes%5B%5D=406&processar=Processar

Tags:

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.