Estado de Fluxo em Praticantes de Escalada e Skate Downhill

Por: Guilherme Moraes Balbim e .

Motriz - v.17 - n.4 - 2011

Send to Kindle


Resumo

Este estudo teve como objetivo investigar a prevalência do estado de fluxo em praticantes de  escalada e skate downhill. Foram sujeitos 37 praticantes. Como instrumentos foram utilizadas a Escala de 
Motivação para o Esporte (SMS) e a Ficha de Percepção de Capacidade de Realização da Tarefa. A coleta  foi realizada nos locais de prática das atividades. Para análise dos dados foram utilizados Shapiro-Wilk, 
Mann-Whitney e Anova one-way. Os resultados demonstraram: 4,54% dos praticantes de escalada e  13,33% de skate downhill atingiram os elementos do estado de fluxo; a maioria dos praticantes situou-se 
entre a fase de fluxo estados de ansiedade ou relaxamento e exaltação ou controle; o tempo de prática  contribuiu para atingir metas e estado de fluxo. Concluiu-se: o estado de Fluxo teve baixa incidência nos 
praticantes, havendo interferência da falta de equilíbrio entre percepção das metas, habilidades e desafios  nas atividades de aventura

Endereço: http://www.periodicos.rc.biblioteca.unesp.br/index.php/motriz/article/view/3937/pdf_127

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.