Estado Nutricional e Nível de Atividade Física de Adolescentes

Por: Heloyse Gimenes Nunes.

XVIII Congresso Brasileiro de Ciências do Esporte e V Conice - CONBRACE

Send to Kindle


Resumo

A modernização contribuiu para a elevação do número de pessoas sedentárias em todas as idades e alterações da composição corporal. O presente estudo tem como objetivo avaliar o estado nutricional e os níveis de atividade física de adolescentes de uma escola municipal de Campo Grande e associar os valores de IMC ao nível de atividade física. Trata-se de um estudo transversal de caráter descritivo e diagnóstico. A amostra foi composta por 169 alunos do ensino fundamental (do período matutino e vespertino), sendo 85 do sexo masculino e 84 do sexo feminino, entre 11 e 16 anos. No diagnóstico nutricional encontrou-se que 67,5% dos adolescentes eram eutróficos, 2,4% com baixo IMC para a idade, 21,3% com sobrepeso e 8,8% classificados como obesos. Em relação ao nível de atividade física encontrou os seguintes valores: 44,3% são muito ativos, 45% ativos, 5,9% irregularmente ativo A, 3,6% irregularmente ativo B e 1,2% sedentário. Não houve associação entre o IMC e o nível de atividade física. Conclui-se que estes estudos são relevantes no sentido de retratar os principais riscos e incentivar medidas de prevenção, promoção e intervenção a fim de minimizar conseqüências para a vida adulta.

Endereço: http://cbce.tempsite.ws/congressos/index.php/conbrace2013/5conice/paper/view/5592

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.