Estado Nutricional de Um Grupo de Idosas Participantes de Um Programa de Educação Física: Discussão de Diferentes Padrões de Referência

Por: Cristiane Rodrigues Hidalgo, Hamilton Bavutti, Márcia Val Miyamoto, , e Sandra Maria Lima Ribeiro.

Revista Brasileira de Ciência & Movimento - v.14 - n.4 - 2006

Send to Kindle


Resumo

O estudo objetivou identificar aspectos do estado nutricional de idosas participantes de um programa de educação física. Foram avaliadas 68 mulheres acima de 60 anos nos parâmetros: dieta (três recordatórios de 24h avaliados quantitativa e semiquantitativamente), índice de Massa Corporal (IMC), Circunferência da Cintura (CC), Relação Cintura-Quadril (RCQ), Dobra Cutânea Tricipital (DCT), colesterol total (CT) e frações, glicemia e hemograma. Para comparação com os resultados obtidos antropométricamente foram consultados os padrões de referência propostos por Burr & Phillips (1984) e por Lebrão e Duarte (2003). Os dados foram apresentados como média e desvio padrão, ou pela distribuição percentual de acordo com a classificação. Ainda, algumas variáveis foram correlacionadas pelo coeficiente de Pearson, adotando como significativo p<0,05. Principais resultados: - baixo consumo de cálcio, vegetais, cereais, leguminosas e lacticínios; - IMC médio de 27,9Kg/m2, superior à mediana de ambos os padrões de referência; risco aumentado de desenvolvimento de doenças crônicas (colesterol total de 232,2± 52,3 mg/dL e LDL de 154,4± 47,1 mg/dL, ambos classificados como limítrofes); -ao se observar separadamente idosos jovens e velhos, nota-se diminuição de todos os parâmetros relativos a gordura corporal com o avanço da idade; - grande discrepância entre os dois padrões de referência consultados.

Endereço: http://portalrevistas.ucb.br/index.php/RBCM/article/view/716/720

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.