Estilo de Vida de Pré-vestibulandos da Cidade de Lages/sc: Nível de Atividade Física Habitual, Vulnerabildade Ao Estresse e Hábitos Alimentares

Por: Marcelo Alexandre Marcon.

79 páginas. 2002

Send to Kindle


Resumo

o objetivo principal deste estudo foi observar o estilo de vida dos pré¬vestibulandos da cidade de Lages/SC, no que se refere ao nível de atividade física habitual, vulnerabilidade ao estresse e hábitos alimentares. Este estudo caracterizou-se como uma pesquisa descritivo-exploratória de corte transversal. Para analisar o nível de atividade física habitual dos alunos, foi utilizado um questionário desenvolvido Pate e traduzido por Nahas (2001). Para se estabelecer o nível de vulnerabilidade ao estresse utilizou-se um questionário desenvolvido pelo Departamento de Saúde, Educação e Bem-estar do Serviço de Saúde Pública dos Estados Unidos (Nahas, 2001). Para verificar os hábitos alimentares utilizou-se um instrumento desenvolvido por Pereira & Hirschburch (Nahas, 2001). A amostra foi composta por 176 estudantes, sendo 85 do sexo masculino e 91 do sexo feminino, com idade entre 16 e 19 anos, tendo como média 17,22 anos (± 0,64). A análise dos dados com auxilio dos programas Excel para Windows e SSPS versão 10.0 para Windows, sendo tratados através da estatística descritiva básica, teste Q-Quadrado, teste "T" e correlação de Sperman. Pelas evidências observadas neste estudo pode-se considerar: 1) a carga horária destinada à preparação para o concurso vestibular é cerca de 7,31 horas (±2,38) para as moças e de 7,02 horas (±2,44) para os rapazes; 2) em geral, 75%, das moças não participa de modalidades esportivas, ou de recreação. Entre os rapazes cerca de 71,4% praticam pelo menos uma modalidade esportiva ou de recreação uma vez na semana; 3) quanto aos hábitos alimentares observou-se 76,7% dos estudantes possuem hábitos alimentares inadequados, sendo que entre os rapazes 80% alimentam-se de forma incorreta, e entre as moças 73,63% enquadram-se alimentam-se desta forma; 4) com relação à vulnerabilidade ao estresse, nota-se uma prevalência na categoria de pouco vulnerável com 68,75%; 5) uma correlação negativa entre os níveis de atividade física habitual e estresse. Sugere-se aos estudantes a inclusão de atividades físicas formais e de lazer na preparação para o vestibular, além de uma importante mudança de hábitos alimentares tanto para os rapazes quanto para as moças

Endereço: http://www.nuteses.temp.ufu.br/tde_busca/processaPesquisa.php?pesqExecutada=2&id=2215&listaDetalhes%5B%5D=2215&processar=Processar

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.