Estimativa da Composição Corporal Por Meio da Absortometria Radiológica de Dupla Energia

Por: Braian Alves Cordeiro, , , Francisco de Assis G. Vasconcelos e Leonardo de Abreu Ferreira.

Revista Brasileira de Ciência & Movimento - v.15 - n.4 - 2007

Send to Kindle


Resumo

A Absortometria Radiológica de Dupla Energia (DEXA) é um método que tem sido recomendado para a estimativa dos componentes corporais (massa gorda, massa livre de gordura, densidade mineral óssea e conteúdo mineral ósseo), mas que, inicialmente, teve como propósito exclusivo a estimativa da densidade mineral óssea. Desta forma, a DEXA tem sido proposta como uma alternativa na validação de métodos de estimativa da composição corporal, em estudos populacionais baseados em métodos duplamente indiretos, tais como a antropometria e a impedância bioelétrica. Entretanto, alguns aspectos relacionados às indicações e limitações da utilização da DEXA ainda são desconhecidos. Com base no exposto, esta revisão tem como objetivo evidenciar as definições, princípios, validade, vantagens e limitações da DEXA na estimativa da composição corporal em diferentes faixas etárias e sexo. Os artigos analisados foram selecionados em bases eletrônicas de dados Scientific Eletronic Library On-line (SciELO),National Library of Medicine (MEDLINE e Science Direct Online), publicados entre 1990 e 2007, utilizando os indexadores: DEXA, DXA, composição corporal e body composition. Os estudos apontam para uma elevada concordância nas medidas realizadas intra-indivíduos, principalmente, na detecção de mudanças na composição corporal. Entretanto, cuidados como a seleção dos equipamentos e seleção dos casos em que for aplicado, merecem ser considerados. Pois, a utilização de constantes de hidratação da massa livre de gordura, as diferenças apresentadas entre os equipamentos e diferentes versões de um mesmo equipamento, além de limitações antropométricas, entre elas a envergadura, o peso e a proporção dos indivíduos, podem proporcionar erros de estimativa consideráveis quando não controlados. Por fim, observa-se que a DEXA é uma alternativa válida para estimativa dos componentes corporais, entretanto, algumas considerações podem apresentar erros significativos na estimativa dos componentes corporais.
 

Endereço: http://portalrevistas.ucb.br/index.php/RBCM/article/view/780/782

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.