Estimativa das Contribuições dos Sistemas Anaeróbio Lático e Alático Durante Exercícios de Cargas Constantes em Intensidades Abaixo do Vo2max

Por: Adriano Eduardo Lima da Silva, Carlos Rafaell Correia-oliveira, Marcos David da Silva-cavalcante, Renata Gonçalves da Silva, Rodrigo Poles Urso, Rogério Carvalho da Silva, Rômulo Cássio de Moraes Bertuzzi e Victor Gustavo Ferreira Santos.

Revista Brasileira de Educação Física e Esporte - v.27 - n.2 - 2013

Send to Kindle


Resumo

O objetivo do estudo foi estimar as contribuições do metabolismo anaeróbio lático (MAL) e alático (MAA) em intensidades abaixo do consumo máximo de oxigênio (VO2max). Dez homens (23 ± 4 anos, 176,4 ± 6,8 cm, 72,4 ± 8,2 kg, 12,0 ± 4,5 % de gordura corporal) realizaram um teste progressivo até a exaustão voluntária para identificação do VO2max, da potência correspondente ao VO2max (WVO2max) e do segundo limiar ventilatório (LV2). Na segunda e na terceira visita foram realizados seis testes de cargas constantes (três testes por sessão) com intensidades abaixo do VO2max. Houve uma predominância do MAL sobre o MAA durante os exercícios submáximos a partir da intensidade correspondente ao LV2, sendo significativamente maior em 90% VO2max (p < 0,05). Dessa forma, esses resultados podem auxiliar treinadores a aplicarem cargas de treinamento adequadas aos seus atletas, de acordo com a exigência metabólica da competição.

Palavras-chave: Exercícios sub-VO2max;Limiar ventilatório;Metabolismo anaeróbio alática;Metabolismo anaeróbio lática

Endereço: http://www.revistas.usp.br/rbefe/article/view/58561

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.