Estimulação Cerebral, Intensidade e Tolerância Durante Exercícios de Resistência, e a Abrangência e Qualidade dos Artigos Originais da Rbefe

Por: Alexandre Moreira.

Revista Brasileira de Educação Física e Esporte - v.27 - n.2 - 2013

Send to Kindle


Resumo

O número 2, do volume 27, da Revista Brasileira
de Educação Física e Esporte - RBEFE - vem
precedido, mais uma vez, pela disponibilização dos
artigos no sistema “ahead of print”, na versão “on
line”. Dez artigos foram disponibilizados, incluind
o
Artigos Originais e Ensaios. Alguns destes fazem
parte do presente número, enquanto os demais
continuam à disposição dos nossos leitores através
do sistema “ahead of print”, e serão incluídos nos
números regulares subsequentes. Nesse número
da RBEFE contamos com dois elegantes Ensaios,
cujas abordagens trazem não somente importantes
contribuições e atualizações sobre as respectivas
temáticas, mas estimulam de maneira significativa a
reflexão sobre os temas e indicam novas possibilida
des
e caminhos para o avanço do conhecimento. Portanto,
recomendo aos nossos leitores uma atenta leitura
dos Ensaios “Estimulação cerebral na promoção
da saúde e melhoria do desempenho físico” e “The
psychobiological model: a new explanation to intens
ity
regulation and (in)tolerance in endurance exercise”
.
Destaco ainda, a qualidade dos artigos publicados
na seção “Biodinâmica”, contemplando pesquisas
originais que abrangem desde a “Comparação das
variáveis eletromiográficas e cinemáticas entre uma
corrida do “triathon” e uma corrida prolongada”, e
a
“Estimativa das contribuições dos sistemas anaeróbi
o
lático e alático durante exercícios de carga consta
nte em
intensidades abaixo do VO
2max
”, passando pela análise
da “Influência do nível competitivo e da posição tá
tica
sobre parâmetros de desempenho aeróbio de atletas
profissionais de futebol no Brasil”, e avançando no
sso
conhecimento em populações de indivíduos com
doença de Parkinson e crianças com síndrome de
Down, com a publicação dos artigos “Comparação de
inibições medulares entre indivíduos com doença de
Parkinson e saudáveis” e “Efetividade de um program
a
de intervenção com exercícios físicos em cama elásti
ca
no controle postural de crianças com síndrome de
Down”, respectivamente. Na seção “Sociocultural”, é
discutida a percepção do estresse e atividades físi
cas no
lazer e comportamento sedentário em trabalhadores
da indústria, e traz também um estudo sobre
inclusão e exclusão relacionados à “Masculinidade
na Educação Física escolar”. Na subárea Pedagógica
e Comportamental, os títulos “Análise da síndrome
de “burnout” e das estratégias de “coping” em atlet
as
brasileiros de vôlei de praia”, “A Educação Física
no
ensino médio como objeto de estudo da produção
acadêmico-científica nos periódicos nacionais”,
“Fisiologia do exercício para alunos de graduação:
uso de estratégias de ensino baseadas na metodologi
a
dialética”, “Insatisfação corporal e maturação biol
ógica
em atletas do sexo masculino”, e “Uso da informação
somatossensorial adicional no controle postural: ef
eito
da dominância manual” completam o Número 2
de 2013, e garantem, mais uma vez, a qualidade e
a pluralidade do conteúdo publicado na RBEFE,
alinhado, portanto, com as demandas e interesses de
nossa área.
Prof. Dr. Alexandre Moreira
Blog da RBEFE -
http://rbefe.blogspot.com.br/
Facebook -
http://www.facebook.com/reveefe
Twitter -
https://twitter.com/RBEFE
O número 2, do volume 27, da Revista Brasileira
de Educação Física e Esporte - RBEFE - vem
precedido, mais uma vez, pela disponibilização dos
artigos no sistema “ahead of print”, na versão “on
line”. Dez artigos foram disponibilizados, incluind
o
Artigos Originais e Ensaios. Alguns destes fazem
parte do presente número, enquanto os demais
continuam à disposição dos nossos leitores através
do sistema “ahead of print”, e serão incluídos nos
números regulares subsequentes. Nesse número
da RBEFE contamos com dois elegantes Ensaios,
cujas abordagens trazem não somente importantes
contribuições e atualizações sobre as respectivas
temáticas, mas estimulam de maneira significativa a
reflexão sobre os temas e indicam novas possibilida
des
e caminhos para o avanço do conhecimento. Portanto,
recomendo aos nossos leitores uma atenta leitura
dos Ensaios “Estimulação cerebral na promoção
da saúde e melhoria do desempenho físico” e “The
psychobiological model: a new explanation to intens
ity
regulation and (in)tolerance in endurance exercise”
.
Destaco ainda, a qualidade dos artigos publicados
na seção “Biodinâmica”, contemplando pesquisas
originais que abrangem desde a “Comparação das
variáveis eletromiográficas e cinemáticas entre uma
corrida do “triathon” e uma corrida prolongada”, e
a
“Estimativa das contribuições dos sistemas anaeróbi
o
lático e alático durante exercícios de carga consta
nte em
intensidades abaixo do VO
2max
”, passando pela análise
da “Influência do nível competitivo e da posição tá
tica
sobre parâmetros de desempenho aeróbio de atletas
profissionais de futebol no Brasil”, e avançando no
sso
conhecimento em populações de indivíduos com
doença de Parkinson e crianças com síndrome de
Down, com a publicação dos artigos “Comparação de
inibições medulares entre indivíduos com doença de
Parkinson e saudáveis” e “Efetividade de um program
a
de intervenção com exercícios físicos em cama elásti
ca
no controle postural de crianças com síndrome de
Down”, respectivamente. Na seção “Sociocultural”, é
discutida a percepção do estresse e atividades físi
cas no
lazer e comportamento sedentário em trabalhadores
da indústria, e traz também um estudo sobre
inclusão e exclusão relacionados à “Masculinidade
na Educação Física escolar”. Na subárea Pedagógica
e Comportamental, os títulos “Análise da síndrome
de “burnout” e das estratégias de “coping” em atlet
as
brasileiros de vôlei de praia”, “A Educação Física
no
ensino médio como objeto de estudo da produção
acadêmico-científica nos periódicos nacionais”,
“Fisiologia do exercício para alunos de graduação:
uso de estratégias de ensino baseadas na metodologi
a
dialética”, “Insatisfação corporal e maturação biol
ógica
em atletas do sexo masculino”, e “Uso da informação
somatossensorial adicional no controle postural: ef
eito
da dominância manual” completam o Número 2
de 2013, e garantem, mais uma vez, a qualidade e
a pluralidade do conteúdo publicado na RBEFE,
alinhado, portanto, com as demandas e interesses de
nossa área.
Prof. Dr. Alexandre Moreira
Blog da RBEFE -
http://rbefe.blogspot.com.br/
Facebook -
http://www.facebook.com/reveefe
Twitter -
https://twitter.com/RBEFE

Endereço: https://doi.org/10.1590/S1807-55092013000200001

Tags:

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.