Estimulação Cerebral na Promoção da Saúde e Melhoria do Desempenho Físico

Por: , André Russowsky Brunoni, Eduardo Bodnariuc Fontes, Li Min Li, Paulo de Tarso Veras Farinati e Rafael Ayres Montenegro.

Revista Brasileira de Educação Física e Esporte - v.27 - n.2 - 2013

Send to Kindle


Resumo

O avanço tecnológico das últimas décadas tem proporcionado o uso eficaz de técnicas não-invasivas na neuromodulação cerebral. Atualmente, as principais técnicas de neuromodulação são a estimulação magnética transcraniana (EMT) e a estimulação transcraniana por corrente contínua (ETCC). Por meio de revisão da literatura, o presente estudo aborda: a) história da estimulação cerebral; b) mecanismos de ação estudados através da neurofisiologia motora, farmacologia, neuroimagem e animais experimentais; c) perspectivas de aplicações da estimulação cerebral para promoção da saúde e melhoria do desempenho físico, incluindo o controle autonômico cardíaco e hipotensão pós-exercício, o controle de apetite e a modulação da fadiga e desempenho físico; e d) aspectos de segurança referentes ao uso da ETCC. Dessa forma, a ETCC parece ser uma técnica efetiva e segura para modular a função cerebral e podemos vislumbrar algumas perspectivas de aplicação no âmbito da ingestão alimentar, saúde cardiovascular e desempenho físico.

Palavras-chave: Estimulação cerebral;Neuromodulação;Fadiga;Desempenho;Hipotensão pós-exercício;Sistema nervoso autônomo;Apetite

Endereço: http://www.revistas.usp.br/rbefe/article/view/58571

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.