Estratégias Biomecânicas e de Controle Motor Adotadas Por Indivíduos Saudáveis Durante a Execução de Um Exercício de Flexão e Extensão do Tronco no Cadillac Segundo o Método Pilates

Por: Théo Abatipietro Costa.

86 páginas. 2010 07/11/2010

Send to Kindle


Resumo

O método Pilates, sistema de exercícios desenvolvido pelo alemão Joseph Hubertus Pilates (1880-1967) tem como foco o trabalho de alongamento e fortalecimento muscular com estabilização da região abdominal e lombar, uma das principais características do método Pilates é a utilização de equipamentos específicos que tem como diferencial o oferecimento de resistência através de molas (carga elástica), e apesar de sua crescente popularidade no mundo inteiro e da observação dos seus benefícios na prática clínica, uma revisão de literatura sobre o tema revela a existência de poucos estudos científicos publicados. Outro problema é relacionado ao respaldo científico do método é a escassez de estudos com uma abordagem baseada na Biomecânica e no Controle motor. Portanto o objetivo do nosso trabalho é descrever, do ponto de vista cinemático e eletromiográfico, o exercício de flexão e extensão do tronco realizado no equipamento Cadillac segundo o método Pilates e correlacionar a imposição de diferentes condições C1 (sem resistência da carga elástica), C2 (resistência da carga elástica) e C3 (assistência da carga elástica) com atividade eletromiográfica dos músculos deltóide anterior, deltóide posterior, reto abdominal, obliquo externo e obliquo interno durante as três fases do movimento (ida, manutenção da postura e retorno a posição inicial). Nove voluntárias participaram deste estudo com 25 +- 3,8 anos, 1,62 +-0,4 m e 53,5 +- 4,6 kg. As voluntárias foram instruídas a realizar quinze repetições da tarefa em três condições distintas no aparelho Cadillac. Os movimentos do ombro, tronco superior, tronco médio e tronco inferior foram reconstruídos utilizando um sistema óptico de análise tridimensional dos movimentos (Optotrak 3020) e a atividade eletromiográfica dos principais músculos foram registradas utilizando eletrodos de superfície (Delsys Inc.) Uma two-way ANOVA revela que há um efeito na orientação do tronco superior durante as fases e nas condições, (p= 0.01), não apresentando o mesmo para o tronco médio e inferior. Já no pico da velocidade no qual foi calculada separadamente para os 3 segmentos a ANOVA revelou p<0.02 apenas para o tronco superior e tronco médio. A condição imposta no exercício não apresentou resultados relevantes para ambos os segmentos no pico da velocidade. No tempo do movimento onde foi calculado o tempo de cada fase uma one-way ANOVA (F(1,80)=152.39, p<0.00) revelou que os indivíduos ficaram um tempo menor no alvo sendo que pela instrução da tarefa o tempo das 3 fases deveriam ficar próximos de 4 segundos. A taxa de simetria que é formada pela aceleração e desaceleração da ida e da volta uma two-way ANOVA revela efeito das fases do movimento (F(2,53)=9.06, p= 0.00), não apresentando o mesmo para as condições e segmentos. Concluímos que o sistema nervoso central consegue se adaptar de acordo a condição imposta para realização da tarefa motora.

Endereço: https://bibliotecatede.uninove.br/handle/tede/842

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.