Estratégias Para Popularizar o Ensino de Aventura Físicodesportiva na Escola

Por: , Rafael Bispo de Araújo e .

VIII Congresso Brasileiro de Atividades de Aventura - CBAA

Send to Kindle


Resumo

Resumo Técnico Científico:

O dia da aventura é um projeto de extensão desenvolvido pelo Grupo de Estudos do Lazer (GEL), em parceria com escolas das redes pública e privada, interessadas em promover um período de intervenções pedagógicas no âmbito do esporte de aventura. A escola interessada entra em contato com o GEL para agendar uma data específica para o atendimento. São ofertadas diversas vivências nas modalidades de atividade de aventura, especialmente as esportivas, a exemplo da escalada, slack-line, parkour, skate e corrida de orientação. As atividades ocorrem por módulos ou de acordo com o interesse da escola. Na realização das atividades em módulos, os alunos realizam as vivências. Ao finalizar este tempo, a criança, a partir de um sistema de rodízio, passa à outra base vivenciando outra modalidade. Quando a escola sugere uma atividade específica, o atendimento centra-se na contextualização da modalidade escolhida, e, posteriormente as variações dos exercícios de tal modalidade, permitindo assim, um aprofundamento teórico sobre a modalidade solicitada. Neste aspecto, o dia da aventura tem por objetivo, possibilitar às crianças vivências da atividade sistematizada de aventura; e permitir que a equipe pedagógica identifique a gestão dos riscos das modalidades ministradas. A metodologia utilizada no projeto de extensão disponibiliza módulos para cada modalidade de forma planejada, prática e teórica (promoção da práxis). A parte teórica é recorrente com uma breve introdução da prática ofertada, e dos procedimentos básicos de segurança para a prática de cada modalidade. As modalidades são apresentadas de forma didática progressiva, o aluno realiza as atividades partindo das mais simples para as complexas que resulte na modalidade. Os cuidados com a integridade física das crianças são tomados a partir da execução de cada módulo, contando com a participação de no mínimo um professor supervisor e dois colaboradores, (ambos pertencentes ao GEL). Também, é comunicado à escola, a importância e o apoio da equipe pedagógica da escola durante a execução das atividades ofertadas no dia da aventura. No contato com a escola, realiza-se o planejamento das atividades, número de professores, supervisores e colaboradores necessários para não comprometer o atendimento dos alunos. O dia da aventura finaliza-se com um feedback, quando os alunos e a equipe pedagógica apresentam, para os membros do GEL, apontamentos positivos e ou negativos, no intuito de demonstrar, suas opiniões sobre esporte de aventura, além de suas percepções após a vivência no projeto. Em geral, os comentários em relação às vivências são positivas e com retornos prévios das escolas em outros momentos. Com o dia da aventura, espera-se que as equipes pedagógicas das escolas participantes, agreguem em suas práticas os conhecimentos adquiridos no projeto, fomentando as aulas de esporte de aventura de forma segura e sistematizada.

Endereço: http://cev.org.br/biblioteca/anais-do-viii-congresso-brasileiro-de-atividades-de-aventura-cbaa

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.