Estresse Oxidativo no Exercício, Modelos Animais e Intensidade do Esforço

Por: Michel Barbosa de Araújo.

Motriz - v.12 - n.3 - 2006

Send to Kindle


Resumo

Espécies reativas de oxigênio (EROS) são formadas durante o metabolismo normal e, continuamente, causam danos celulares. O principal sistema de defesa antioxidante é constituído por enzimas antioxidantes como superoxido dismutase, catalase e glutationa peroxidase. O exercício físico é uma condição que exerce influência sobre o balanço entre ataque oxidativo e mecanismo de defesa antioxidante. Para proteger os tecidos contra possíveis danos causados pelos EROS, as enzimas antioxidantes parecem responder de maneira adaptativa, elevando suas atividades em indivíduos treinados. Muitos estudos envolvendo estresse oxidativo e exercícios têm sido conduzidos em modelos animais, especialmente o rato. Contudo, esses estudos são passíveis erros, pois poucos associam as variáveis metabólicas com a intensidade do esforço nesses animais.

Endereço: http://www.periodicos.rc.biblioteca.unesp.br/index.php/motriz/article/view/423/358

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.