Estresse: Significados e Condições Que Interferem no Desempenho de Atletas de Voleibol de Ambos os Sexos

Por: Roberta Ribeiro Vieira.

2011 02/02/2011

Send to Kindle


Resumo

As especificidades do voleibol, associadas ao modo como os indivíduos interpretam esta modalidade esportiva, além dos fatores pessoais, situacionais e sociais inerentes à sua prática, tornam esse contexto propício para a manifestação do estresse. Assim, o objetivo deste estudo foi investigar a relação entre a percepção sobre o significado do voleibol e determinadas condições de estresse que operam sobre o desempenho esportivo em atletas de ambos os sexos. Para tanto, foram avaliados 69 atletas, de ambos os sexos, integrantes de equipes que participaram de competições estaduais e nacionais no período de 2009/2010. Os atletas foram avaliados através de um questionário de dados biográficos, uma versão adaptada do Teste de Efeito das Condições Gerais de Estresse sobre o Desempenho proposto por Teipel (1993) e um questionário composto por uma pergunta que permitia respostas abertas: “O que significa o voleibol para você?”. Basicamente os dados foram tratados por meio de análise descritiva, além de ter sido utilizada a frequência de respostas e os testes de Kolmogorov-Smirnov, Mann Whitney, Kruskal Wallis e o Qui-quadrado. Para a análise do questionário composto pela pergunta aberta foram utilizados os procedimentos de Análise de Conteúdo propostos por Miles e Huberman (2002). Os resultados encontrados revelaram que os fatores considerados estressantes compõem três grandes grupos, sendo, aspectos pessoais, aspectos que envolvem o relacionamento entre a própria equipe ou com pessoas significativas e os aspectos relacionados à organização e ao ambiente esportivo. Verificamos ainda que os aspectos negativos estão centrados em questões pessoais, enquanto que os aspectos positivos se concentram em torno do relacionamento entre a própria equipe ou com pessoas significativas. No que diz respeito ao gênero e as categorias de jogo verificamos que os homens se mostraram mais suscetíveis ao fenômeno do estresse, enquanto que os atletas adultos e juvenis se mostraram mais suscetíveis às situações de conflito com pessoas tidas como significativas para os mesmos. Em relação às posições de jogo verificamos que os atletas que desempenham a função de central se diferenciam dos demais na percepção do estresse. Quanto aos comportamentos dos atletas frente às situações típicas de um jogo de voleibol foi interessante notar que independemente do gênero ou da categoria de jogo o comportamento de não se importar com a equipe adversária foi uma constante. Sobre o significado que os atletas atribuem ao voleibol observamos que para amostra total, o voleibol representa emoção, meio de vida, desenvolvimento de capacidades e interação social, respectivamente. Enquanto homens e mulheres apontaram aspectos emocionais como os principais motivadores por seu engajamento e manutenção da prática esportiva, os atletas adultos e juvenis apontaram a questão emocional, o desenvolvimento profissional e o sustento financeiro como os principais significados para o voleibol. Isso nos leva a considerar que o significado pessoal que o atleta atribui ao voleibol pode em parte explicar quais situações tem maior potencial para se tornarem estressantes, do mesmo modo que, podem-se identificar quais delas se constituem como aspectos positivos para o desempenho, sendo, portanto, passíveis de serem estimuladas para melhorar o rendimento esportivo de cada atleta.

Endereço: http://www.usjt.br/biblioteca/mono_disser/mono_diss/2012/179_vieira_roberta.php

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.