Estrutura e Função Social da Atividade Esportiva e o Processo de Apropriação da Cultura: Contribuições Para a Atividade de Ensino na Educação Física Escolar

Por: .

Motrivivência - v.30 - n.54 - 2018

Send to Kindle


Resumo

Este texto analisa a estrutura e função social da atividade esportiva e o processo de apropriação da cultura, com a finalidade de indicar contribuições para a atividade de ensino na Educação Física escolar. Ao tempo em que explicita o lado “positivo” e o “negativo” da contradição sobre a atividade esportiva na sociedade capitalista, avança na análise com a tese de que na atividade esportiva o conceito, imagem subjetiva da realidade objetivada historicamente, realiza-se na corporalidade dos indivíduos, riqueza cultural humana que precisa ser apropriada e objetivada pelos indivíduos na escola. Conclui destacando a necessidade da apropriação das ações/operações acumuladas nos conteúdos clássicos da Educação Física – as significações objetivas jogo, luta, dança, ginástica etc. – pela via da realização do movimento voluntário, em determinadas condições, cujo motivo mais geral e amplo é o desenvolvimento histórico-social da corporalidade humana, e finalidade é o autodomínio da corporalidade, quando se realiza o sentido da ação; condição para que a Educação Física contribua com a elevação da capacidade teórico-conceitual dos estudantes na educação escolar.

Endereço: https://periodicos.ufsc.br/index.php/motrivivencia/article/view/2175-8042.2018v30n54p295

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.