Estudo Biomecânico da Elevação de Membros Superiores em Goniometria: Abdução ou Elevação? Eis a Questão!

Por: Adail e Dantas Castro Filho, e Sissi Aparecida Martins Pereira.

VII Congresso de Educação Física e Ciências do Desporto dos Países de Língua Portuguesa

Send to Kindle


Resumo

A medida do ângulo articular é feita através da goniometria, recurso importante para avaliar os níveis de flexibilidade das articulações. Aamostra constou de alunos e funcionários da UFRRJ, com idades entre 18 e 30 anos (F1), 31 a 45 anos (F2) e 46 a 60 anos e idade (F3), num total de 105 pessoas. O objetivo da pesquisa foi apresentar a descrição biomecânica dos movimentos de abdução-elevação e flexão-elevação dos membros superiores e apresentar o grau de amplitude máxima deste movimentoem função do gênero e faixa etária. Utilizou-se o modelo de estudo Ex Post Facto. A flexibilidade foi avaliada através do Protocolo LABIFIE de goniometria. Após as medidas, o avaliado recebia um folheto informativo contendo seus resultados, o padrão de normalidade, e sugestões de exercícios para o trabalho de flexibilidade. O Tratamento Estatístico foi realizado através da Estatística Descritiva, ANOVA (one way e two way) e o Teste t de Studenfs, com um nível de significância de p <0,05. Concluiu-se que não houve diferença significativa tanto em relação ao sexo quanto à faixa etária, para os movimentos estudados. Apenas a população feminina F2 (31 a 45 anos) apresentou diferença significativaentre as médias dos sexos, para a variável abdução-elevação (p = 0,048 < 0,05) demonstrando que Fem é significativamente menor que Masc;

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.