Estudo Comparativo da Força de Preensão Isométrica Máxima em Diferentes Modalidades Esportivas

Por: Affonso Celso Kulevicz da Silva, Jonathan Ache Dias, Noé Gomes Borges Junior, Susana Cristina Domenech e Yoshimasa Sagawa Junior.

Revista Brasileira de Cineantropometria & Desempenho Humano - v.11 - n.3 - 2009

Send to Kindle


Resumo

O objetivo deste estudo foi comparar a força de preensão isométrica máxima (Fmax) entre diferentes esportes e entre mão dominante (FmaxD) e não dominante (FmaxND). Participaram do estudo 29 atletas (homens) das dalidades de aikidô (AI), jiu-jitsu (JJ), judô (JU) e remo (RE) e 21 não atletas (NA). O teste de preensão consistiu na manutenção da força isométrica máxima em um dinamômetro de preensão manual durante 10 s. O posicionamento dos sujeitos foi o sugerido pela Sociedade Americana de Terapia da Mão (ASHT). Para análise dos dados, utilizou-se o teste ANOVA fatorial 2X5 com correção de Bonferroni, seguido dos testes t pareado e de Tukey. Foi verificado que existem maiores valores de Fmax quando o esporte praticado é JJ e quando usam a mão dominante, seguido dos grupos de JU, RE, AI e NA. Foi detectado que 30,9% da variação da Fmax pode ser atribuída à dominância das mãos, 39,9% às diferenças entre as modalidades esportivas e 21,3% à interação entre a dominância de mãos e grupo de indivíduos. Os resultados do presente estudo permitiram verificar diferenças significativas na Fmax somente entre os grupos de JJ e AI, e JJ e NA, tanto na mão dominante quanto na não-dominante, e entre mão dominante e não dominante somente nos grupos de AI e NA. Os resultados deste estudo indicam que a Fmax pode ser empregada para comparação entre diferentes modalidades esportivas, e entre mão dominante e não dominante. Estudos com maior número de indivíduos permitirão identificar diferenças entre outras modalidades.

Endereço: https://periodicos.ufsc.br/index.php/rbcdh/article/view/1980-0037.2009v11n3p292

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.