Estudo Comparativo da Recepção do Método Natural de Georges Hébert no Brasil e na França

Por: , Carmem Lúcia Soares e Jacques Gleyse.
Send to Kindle


Resumo

O presente trabalho tem por objetivo compreender as apropriações do Método
Natural desenvolvido por George Hébert no Brasil e na França, nas primeiras décadas do
século XX. Por meio da análise de periódicos específicos da educação física, livros e anais de
congressos, assim como de revistas de divulgação e jornais destinados ao grande público, de
ambos os paises, este trabalho se dedica a analisar as condições de recepção e apropriação
deste método que, no caso brasileiro, foi largamente rejeitado, tendo impacto bastante tímido,
ao contrario do que ocorreu na França, no mesmo período, onde a obra e seu autor tiveram
grande repercussão e aceitação. A noção de natureza torna-se, assim, central, para entender
os processos de apropriação, aceitação, rejeição ou indiferença em relação a este método e
seu autor em ambos os paises.
 

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.