Estudo do Comportamento da Composição Corporal em Homens Portadores de Deficiência Mental no Distrito Federal.

Por: e .

Revista Brasileira de Ciência & Movimento - v.10 - n.4 - 2002

Send to Kindle


Resumo

Este estudo transversal tem como objetivo detectar a prevalência de obesidade entre homens portadores de deficiência mental do Distrito Federal matriculados nas instituições filantrópicas APAE, AMPARE e Pestalozzi e associar esta prevalência à freqüência e à duração da atividade física. Foram avaliados 91 indivíduos do sexo masculino, com idade variando de 14 a 44 anos. A avaliação da composição corporal foi realizada por meio da metodologia das dobras cutâneas. Concluiu-se que não houve diferença, estatisticamente significativa, entre as médias dos percentuais de gordura corporal dos indivíduos portadores de deficiência mental da faixa etária de 14-25 e 26-44 anos que realizavam atividade física uma vez por semana, em relação aos que realizavam atividade física três vezes por semana (p=0,107 e p=0,306, respectivamente). A média da massa corporal magra (MCM) foi significativamente maior na faixa etária 14-25 anos em relação à faixa etária de 26-44 anos (p=0,0018). Não há como confirmar que a prevalência de obesidade entre os indivíduos que praticavam atividade física durante 50min. em cada sessão é maior do que entre aqueles que praticavam durante 90min. A prevalência de obesos foi 15,5% entre aqueles que permaneciam os dois períodos do dia na instituição e de 25% entre aqueles que permaneciam somente um período. Os indivíduos da faixa etária de 14–25 anos apresentaram uma prevalência de obesidade menor (10,9%) do que os indivíduos da faixa etária de 26–44 anos (27,8%). PALAVRAS-CHAVE: sedentarismo, obesidade, dobras cutâneas, atividade física.

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.