Estudo do Comportamento das Tendências Competitivas de Atletas Federados de Judô

Por: Sérgio Ricardo de Souza Oliveira.

2011 26/07/2011

Send to Kindle


Resumo

O presente estudo teve como objetivo principal identificar as tendências de comportamento competitivo de 97 atletas de Judô em relação às suas tendências pessoais em vencer, competir e estabelecer metas. Os dados foram coletados utilizando o Sistema de Avaliação ACS -2 e o Inventário de identificação pessoal e esportiva, junto a 53 judocas do sexo masculino e 45 do sexo feminino, federados e competidores, integrantes das equipes Juvenis e Juniores pertencentes ou não às Seleções Paulista de Judô, oriundos de diversas classes sociais e com idade cronológica entre 14 e 21 anos. Os atletas foram agrupados por sexo e/ou por estarem integrando ou não a Seleção Paulista de Judô, de forma simples ou em múltiplas combinações. O coeficiente de correlação de Spearman foi empregado para analisar as relações intragrupos existentes entre as variáveis qualitativas (tendências em vencer, competir e estabelecer metas), e variáveis quantitativas (idade, tempo de prática e nível de desempenho). Foi utilizado para a análise intergrupos o Qui-Quadrado, para as variáveis qualitativas, e o teste t, para as variáveis quantitativas. Os resultados indicaram que existem evidências significativas de que os atletas federados e competidores de ambos os sexos, pertencentes à Seleção Paulista de Judô, adotam comportamentos com tendências pessoais diferenciadas quando comparados com os comportamentos dos atletas não pertencentes à Seleção Paulista de Judô, sendo que a única variável que não apresentou diferença foi a tendência em competir. Entre atletas federados e competidores, distribuídos em função do sexo, masculino ou feminino, a idade foi a única variável que não apresentou evidência de diferenças significativas. Na análise intragrupos dos atletas que não pertencem à Seleção Paulista de Judô, entre os sexos masculino e feminino, somente foram encontradas diferenças significativas para as variáveis qualitativas. Não foram encontradas correlações significativas entre o comportamento competitivo quanto às tendências em vencer, competir e estabelecer metas, e as variáveis de idade, tempo de prática e nível de desempenho dentro das competições e treinamento, mostrando serem as mesmas variavelmente independentes. Em conclusão, os atletas de Judô com maior idade, tempo de prática e nível de desempenho apresentaram melhores índices para as tendências analisadas, podendo indicar maiores possibilidades de alcançar melhores resultados na competição; enquanto que as atletas femininas mostraram menor expressão para alcançar resultados competitivos em competições de alto nível que os atletas masculinos, o que provavelmente é decorrente do menor tempo de prática, tendências em vencer e estabelecer metas. O Sistema de Avaliação denominado ACS ? 2 tornou-se um modelo eficaz para identificar e categorizar as diferentes tendências de comportamento competitivo em vencer, competir e estabelecer metas empregadas pelos judocas do sexo masculino de feminino de Judô.

Endereço: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/39/39132/tde-04042007-135416/pt-br.php

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.