Estudo das Técnicas de Alongamento Estático e Por Facilitação Neuromuscular Proprioceptiva no Desenvolvimento da Flexibilidade em Jogadores de Futsal

Por: Anderson Vesz Cattelan.

Kinesis - n.28 - 2003

Send to Kindle


Resumo


O objetivo deste  trabalho foi realizar um estudo comparativo entre duas técnicas de alongamento: estático e po facilitação neuromuscular proprioceptiva (FNP), em relação a sua eficácia no desenvolvimento da flexibilidade em jogadores de futsal. A amostra foi compsta por 16 atletas de futsal, na faixa etária entre 18 e 37 anos, que foram assim divididos; o grupo A (N=7), realizou o alongamento pela técnica, o grupo B (N=9), realizou o alongamento pela técnica de FNP, e o grupo C(n=8), composto por não atletas, não realizou o tratamentol. O período experimental foi de 6 semans, consistindo de 4 sessões semanais. para mensurar a amplitude articular de flexão do quadril, utilizou-se o goniômetro e a caixa de sentar e alcançar de Wells. Na comporação das médias dos grupos A, B e C, através da ANOVA, verificou-se não existir diferença significativas para um p<0,05. entre as médias pré e pós-teste obtidas pelo goniômetro, somente no grupo B houve uma diferença estatística para um p<0,05. O memso não ocorreu quando as médias foram registradas pela caixa de Weels nos três grupos analisados. Conclui-se que obteve-se um resultado significativo no aumento da flexibildade do quadril nos atletas de futsal pela técnica FNP, em compração com o grupo que realizou o alongamento pela técnica estática quando mensurados pelo goniômetro.

Endereço: http://cascavel.ufsm.br/revistas/ojs-2.2.2/index.php/kinesis/article/view/6870

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.