Estudo dos Fatores de Risco Para o Desenvolvimento de Doenças Crônicas Não Transmissíveis Entre Funcionários

Por: Alan a Rodrigues, , Carlos Aparecido Zamai, José Antônio S. Barbosa, Luiz Ernani S. Braga e Marcelo Filocomo.

Conexões - v.6 - n.1 - 2008

Send to Kindle


Resumo

O objetivo deste estudo foi avaliar o estado nutricional e fatores de risco para doenças crônicas não transmissíveis em 250 funcionários. Foram estudadas as variáveis: estado nutricional, circunferência da cintura, pressão arterial, glicemia, idade e nível de escolaridade. Verificou-se sobrepeso e obesidade em 45% e 10% da amostra, respectivamente, com associação significativa entre o estado nutricional e grupo sexual, mas não entre estado nutricional e nível de escolaridade, ajustados por idade. Verificaram-se valores de circunferência da cintura elevados em 33,0% dos funcionários, com diferença significativa entre grupos sexuais. Observou-se que a pressão arterial sistólica (PAS) e pressão arterial diastólica (PAD) estavam elevadas em 18% e 11% dos funcionários, respectivamente, com associação significativa entre sexos após ajuste por idade. Diagnosticou-se diabetes mellitus tipo II em 2,5% da amostra e glicemia alterada em 4%. Após ajuste por idade, as únicas variáveis associadas à circunferência da cintura foram a PAS e a PAD. Estes resultados permitiram que atividades preventivas e educacionais fossem desenvolvidas e implantadas pela empresa, de modo a melhorar a qualidade de vida e a produtividade dos funcionários.

Endereço: http://fefnet178.fef.unicamp.br/ojs/index.php/fef/article/view/208

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.