Estudo Epidemiológico das Lesões do Pé e Tornozelo na Prática Desportiva Recreacional

Por: Alexandre de Paiva Luciano e Luiz Carlos Ribeiro Lara.

Acta Ortopédica - v.20 - n.6 - 2012

Send to Kindle


Resumo

OBJETIVO: Trata-se de estudo retrospectivo apresentando a incidência, tipo e extensão das lesões ocorridas no pé e / ou tornozelo como resultado da prática esportiva recreacional.

MÉTODOS: Foram atendidos 131 pacientes, destes 123 do sexo masculino e oito do feminino, com história de trauma e dor no pé e/ou tornozelo após a prática de esportes recreacionais. A média de idade dos pacientes masculinos foi de 24,53 anos. A avaliação foi realizada através de um protocolo de pesquisa, que continha as variáveis de idade, sexo, diagnóstico e o tipo de esporte recreativo.
RESULTADOS: Os esportes foram classificados, segundo a American Medical Association, que os divide em: de contato e de não contato. 82,4% da amostra praticavam esportes de contacto, contra 17,6% dos de não contacto classificados.
CONCLUSÕES: A entorse do tornozelo foi significativamente o tipo de lesão mais encontrada, principalmente as do grau I e II. O futebol foi o esporte responsável pela maior incidência das lesões e dentre as suas várias modalidades prevaleceu o futsal (35%). Nos esportes de não contacto o principal esporte em ocorrências foi a corrida. Nível de Evidência IV, Série de Casos.

Endereço: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-78522012000600005&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.