Estudo da Influência da Atividade Física Sobre as Variáveis Lipídicas e Lipoprotéicas Sangüíneas em Coronariopatas

Por: Maria José Pinheiro Canhadas da Silva.

77 páginas. 1987

Send to Kindle


Resumo

Foram estudados 17 pacientes com insuficiência coronariana crônica, sendo 16 do sexo masculino e um do sexo feminino, com idades entre 42 e 65 anos. Para realização do diagnóstico, todos os enfermos foram submetidos a exame clínico, ao eletrocardiograma de repouso e de esforço, estudo de perfusão miocárdica com Tálio-201 e cinecoronariograma. Durante 6 meses, os doentes submeteram-se ao seguinte protocolo de exercícios: 15 minutos de exercícios em ciclo ergômetro, 15 minutos de ginástica caminhando, 15 minutos andando ou correndo e 15 minutos de ginástica em colchão. A freqüência mínima de participação foi de 30 (73,2%) entre 41 sessões programadas. Antes e após o período de condicionamento, foram realizadas três medidas, a intervalos de uma semana, das seguintes variáveis: colesterol total, triglicerídeos, HDL-colesterol, LDL-colesterol, VLDL-colesterol e índices de risco 1 e 2. A análise dos dados revelou grande variabilidade intra e interindividual, expressa pelos altos valores dos coeficientes de dispersão. Após o período de condicionamento físico, ocorreu aumento estatisticamente significativo dos níveis plasmáticos de triglicerídeos e HDL-colesterol, não tendo havido diferença de todas as demais variáveis. Discutiu-se a participação das enzimas lipases e lipoproteica, lipase hepática e alterações lipídicas por efeito do exercício físico.

Endereço: http://www.nuteses.temp.ufu.br/tde_busca/processaPesquisa.php?pesqExecutada=2&id=2068&listaDetalhes%5B%5D=2068&processar=Processar

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.