Estudo da Influência da Variabilidade de Prática Gímnica Sobre o Desempenho Motor de Escolares do Novo Primeiro Ano do Ensino Fundamental

Por: Vânia de Fátima Matias de Souza.

2009 25/02/2009

Send to Kindle


Resumo

O objetivo dessa pesquisa, de delineamento quase-experimental, foi analisar o efeito de um programa motor centrado na variabilidade da prática gímnica sobre o desempenho motor geral, em crianças do novo primeiro ano do ensino fundamental, com duração de nove anos. A amostra dessa pesquisa foi aleatória, composta por 42 crianças (23 meninos e 19 meninas) sendo distribuídas em duas turmas: uma no período vespertino (21 crianças), designada como grupo experimental e, outra no matutino (21 crianças), considerada como o grupo controle da pesquisa. A idade média das crianças era de 6,5 anos. Como instrumentos para avaliação motora utilizou-se o TGMD-2 (Testo of Gross Motor Development - ULRICH, 2000) em pré e pós-teste. Para obtenção de informações referentes às atividades diárias das crianças utilizou-se de uma entrevista semi-estruturada, sugerida por Pereira (1997). Para a construção do programa de intervenção, que teve a duração de 16 semanas, com três encontros semanais de 50 minutos, optou-se por adequar a proposta de Leguet (1987). Para a análise dos dados, testou-se a normalidade por meio do teste de Shapiro-Wilk`s, para a comparação entre os grupos controle e experimental aplicou-se o teste U de Mann-Whitney, e para as comparações de cada variável independente, utilizou-se o teste de Wilcoxon. Os resultados indicam que, após o período de intervenção, as crianças do grupo experimental demonstraram um ganho significativo (p=0,001) em relação às crianças do grupo controle, nas habilidades de locomoção e controle de objetos. Observou-se também, que as crianças do sexo masculino do GE apresentaram escores de md= 49 (46-52), e o GC md= 49 (46-52) no pré-teste, já no pós-teste, esse resultado passou para md= 88 (82-94) para o GE, enquanto, o GC permaneceu com escores finais semelhantes aos resultados da avaliação no pré-teste md= 49 (46-54). Observou-se que tanto os meninos quanto as meninas do GE apresentaram resultados significativos nos escores de locomoção e controle de objetos (p=0,03). Vale destacar que o GC permaneceu no mesmo patamar após 16 semanas. Conclui-se assim que, a intervenção estruturada por meio da variabilidade de prática gímnica, estimulou favoravelmente e significativamente, desenvolvendo as habilidades motoras das crianças sujeitos desse estudo como é possível observar nos resultados.

Endereço: http://nou-rau.uem.br/nou-rau/document/?code=vtls000178316

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.