Estudo do Metabolismo Energético Muscular em Atletas por 31p–erm

Por: Angel Moreno, Carles Arus, Jose Manuel González de Suso, Maria Gisele dos Santos e Miquel Cabanas.

Revista da Associação Médica Brasileira - v.50 - n.2 - 2004

Send to Kindle


Resumo

OBJETIVO: Caracterizar as reservas energéticas de metabólitos fosforilados no músculo esquelético de atletas mediante P ERM.MÉTODOS: Amostra deste estudo foi formada por 14 atletas de alto nível do Centro de Alto Rendimento Esportivo (CAR, Sant Cugat del Vallés, Espanha). O padrão de metabólitos fosforilados foi medido no músculo vasto medial por P ERM. A suplementação oral foi realizada durante 14 dias, na forma de 20g de monohidrato de creatina. Os atletas foram determinados conforme as suas características físicas (peso, altura, índice de massa corporal (IMC), consumo máximo de oxigênio (VO2 Max.) em dois grupos: placebo (maltodextrina) e suplementação com creatina. O protocolo de exercício foi realizado no interior do túnel de ressonância (160 x 52 cm), a 60 ciclos por minuto para ambas as pernas. RESULTADOS: Os resultados demonstraram um aumento significativo da fosfocreatina (PCr) durante o exercício, após o período de suplementação, denotando uma redução do seu consumo no grupo que recebeu suplementação com creatina; não houve diminuição significativa do pH intracelular e fosfato inorgânico após a suplementação. CONCLUSÃO: O protocolo de exercício realizado pelos fundistas no Centro de Diagnóstico de Pedralbes permitiu detectar mediante 31P-ERM, no grupo que foi suplementado com creatina, uma diminuição do consumo de PCr durante os períodos de exercício.

Endereço: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_abstract&pid=S0104-42302004000200026&lng=en&nrm=iso&tlng=pt

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.