Estudo Sobre a Percepção dos Alunos Sobre o Tema Saúde na Disciplina de Educação Física do Ensino Médio do Cefet de Química de Nilópolis/rj

Por: Edson Santos Wanderley Junior.

57ª Reunião Anual da SBPC

Send to Kindle


introdução:

este trabalho, ainda em desenvolvimento, é parte de um estudo do curso de mestrado do programa de ensino de biociências e saúde da fundação oswaldo cruz/rj, e tem o objetivo investigar a percepção dos alunos do ensino médio do cefet química/rj quanto aos conceitos de saúde e qualidade de vida durante as aulas de educação física. em geral, a disciplina acontece na quadra poliesportiva da instituição, onde são realizadas as atividades físicas e algumas discussões sobre o tema saúde. segundo mattos & neira (2000), os alunos ao ingressarem no ensino médio têm algumas experiências no que diz respeito aos conhecimentos sobre o corpo, aptidão física, saúde, esporte, dança, luta, ginástica e movimentos com ritmos. no entanto, a escola promove a ampliação desses conhecimentos, permitindo e estimulando a sua aplicação em diferentes situações sociais. a maior parte dos alunos está compreendida na faixa etária de 14 a 18 anos, faixa em que se situa o período da adolescência, onde ocorrem inúmeras mudanças comportamentais e os jovens começam a definir os seus hábitos e postura para a vida adulta.

embora um bom programa de educação física na escola seja de importância fundamental na promoção da atividade física, da saúde e do bem estar, muitos outros fatores podem afetar a participação dos jovens em um estilo de vida fisicamente ativo, prejudicando o correto desenvolvimento da sua saúde segundo matsudo et al. (2003).

metodologia:

a) local da pesquisa e suas características.


o estudo está sendo desenvolvido no cefet de química de nilópolis - rj, na unidade rio de janeiro. é uma pesquisa teórico-empírica, com abordagem qualitativa, e apoiada em observações e dados quantitativos obtidos por meio de questionários e entrevistas realizadas com os sujeitos envolvidos na pesquisa, e também na vivência do autor em processos educacionais da educação física.

b) coleta de dados
a dinâmica utilizada, com a finalidade de coletar dados, consistiu na aplicação de um questionário semi-estruturado, com perguntas abordando o interesse por atividades físicas, lazer, hábitos de saúde, hábitos alimentares e hábitos sociais. este instrumento foi respondido em um único dia, após os alunos participarem de uma visita técnica, em um espaço não formal de ciências, denominado espaço da biodiversidade, localizado na fundação oswaldo cruz. os alunos receberam o convite para participarem da pesquisa, através do seu professor de educação física e foram informados que suas participações seriam, inteiramente, voluntárias. o questionário, após ser validado por 06 (seis) professores de educação física, foi aplicado em uma turma do 2o ano, com 26 alunos (14 moças, 12 rapazes) do ensino médio, cursando o ensino técnico.

resultados:

a análise dos questionários demonstrou que a maioria dos alunos vê a importância da educação física na sua formação e entende que praticar esportes (65,3%), fazer alongamentos (88,5%) antes e depois das atividades físicas, e participar de reuniões sociais (61,5%) são hábitos importantes para sua vida diária. além disso, em relação aos cuidados com a saúde, 69,3% dos alunos entrevistados entendem que a educação física também contribui para criação dos hábitos de higiene, bons hábitos alimentares e freqüentes acompanhamentos médico e odontológico. cabe citar que a maioria dos alunos demonstrou ter consciência amadurecida quanto ao tema "uso de medicamento para melhoria do seu desempenho físico", já que 95% dos entrevistados considerou a ingestão de substâncias estimulantes não adequada. os questionários indicaram que os alunos percebem a educação física de forma importante para o desenvolvimento físico e intelectual das pessoas. além disso, foi verificado que as aulas desenvolvem também os valores humanos, tais como solidariedade, respeito ao próximo, sentido coletivo e cooperação. por se tratar de uma escola técnica, percebe-se que em termos de sociabilidade, a educação física contribui de forma significativa através dos trabalhos em grupo, desenvolvendo um espírito de equipe e companheirismo, sendo peça fundamental para vida profissional futura desses jovens. os resultados obtidos por santos et al. (2005), em um recente estudo realizado com um grupo de alunos, corroboraram esses dados obtidos.

conclusões:

segundo bagrichevsky (2004), a saúde é resultante das condições de alimentação, habitação, educação, renda, meio ambiente, dentre outras. desta maneira, a pesquisa demonstrou que a disciplina de educação física, dentro do contexto estudado, exerce um papel importante na formação dos jovens, tanto em termos de sociabilidade como também em termos de saúde pessoal e qualidade de vida. as observações indicaram que a educação física tem contribuído de forma significativa para o desenvolvimento do espírito de equipe e companheirismo, sendo importante para o desempenho profissional futuro desses jovens.

referências bibliográficas

  • bagrichevsky, m.; estevão, a. "revista arquivos em movimento", v.1, n.1,. nov./2004
  • matsudo, victor k.r., et al "construindo saúde por meio da atividade física em escolares", rev. bras. ci.e mov. brasília v.11 no 4 p.111-118 out./dez. 2003.
  • mattos, mauro g. de , & neira, marcos g. "educação física na adolescência: construindo o conhecimento na escola". são paulo: phorte ed. 2000.
  • santos, edson wanderley júnior; cezar, eduardo henrique almada; leite, sidnei quezada meireles; lima, maria da conceição barbosa; "estudo exploratório sobre a percepção dos saberes de saúde realizada no ensino médio do cefet de química de nilópolis/rj (brasil)". anais do xx congresso internacional de educação física, fiep bulletin, vol. 75, special edition, foz do iguaçu, 2005.

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.