Estudos de Alguns Parâmetros Fisiológicos do Idoso Submetido ~ Treinamento Predominantemente de Natação

Por: Eliete Sousa Aguiar Motta Cardoso.

1994

Send to Kindle


Resumo

O propósito básico deste estudo foi analisar alguns parâmetros fisiológicos em indivíduos de terceira idade, quando submetidos predominantemente à prática de natação. Os objetivos específicos foram: comparar as medidas antropométricas (somatório de dobras cutâneas e circunferências), pré e pós período de treinamento de natação; verificar se existe alteração na capacidade de consumo máximo de oxigênio após período de treinamento; analisar as frequências cardíacas, basal, repouso e de recuperação, ao longo do período de treinamento; e verificar se existe alteração na pressão arterial e parâmetros fisiológicos derivados, como duplo produto, após período de treinamento de natação, em indivíduos de terceira idade. Foram utilizados dezesseis elementos, alunas de Projeto de Extensão “Natação para Terceira Idade”, desenvolvido pela Escola se Educação Física e Desportos da Universidade Federal do Rio de Janeiro; todas com mais de 50 anos, do sexo feminino, que nunca haviam realizado treinamento. As medidas de dobras cutâneas e circunferências foram realizadas antes e após o período de quatro meses de treinamento. Os pontos considerados no estudo, em relação às dobras cutâneas, foram:tríceps, bíceps, subescapula, suprailíaca, abdômen e coxa. A análise dos dados evidencia que houve um decréscimo entre as médias do somatório das medidas realizadas, pré e pós treinamento; tanto para as dobras cutâneas quanto as circunferências.Este decréscimo foi de 20,69% para as dobras cutâneas e de 10,37% para as circunferências.A capacidade de consumo máximo de oxigênio foi estimada através do Teste de Marcha de 1 Milha -1,6 Km (KLINE, PORCARI, HINTERMEISTER, FREEDSON, WARD, MCCARRON, KOSS e RIPPE, 1987). Comparando-se a capacidade de consumo máximo de oxigênio estimada pré e pós período de treinamento, em indivíduos de terceira idade, verificou-se uma melhora desta capacidade após o período de treinamento.As freqüências cardíacas basal, repouso e de recuperação foram diminuindo ao longo do treinamento. Comparando-se a média inicial com a média final do grupo, constatou-se um decréscimo em todas as freqüências cardíacas estudadas.A pressão arterial e parâmetros fisiológicos derivados, como duplo produto, sofreram um decréscimo, se comparados os registros obtidos pré e pós período de treinamento. Este decréscimo foi verificado tanto na pressão arterial sistólica quanto na diastólica.

Endereço: http://www.dme.ufrj.br/~posgrad/mestrado/PG093-1994.html

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.