Eu Nem Sabia Que a Bola Era Redonda!: Um Estudo Sobre o Exercício Precoce da Docência Entre Alunos de Um Cursode Licenciatura em Educação Física do Interior de Minas Gerais/brasil

Por: Janaina Garcia Sanches.

191 páginas. 2011 25/02/2011

Send to Kindle


Resumo

Esta tese tem como tema o exercício precoce da docência de alunos que iniciaram o magistério da disciplina Educação Física, logo que ingressaram no curso de licenciatura nesta área. O objetivo da tese foi investigar as relações que os alunos-docentes estabelecem com os conhecimentos do curso, considerando a experiência e as necessidades que o magistério na área lhes oferece e lhes demanda. Ao lado disso, buscou-se também traçar um quadro da situação docurso de Educação Física e da docência na Educação Básica nesta área. Para isso, foi feito um estudo documental e uma pesquisa de campo com seis alunos de um Curso de Licenciatura em Educação Física de uma Instituição de Ensino Superior localizada numa cidade do interior do Estado de Minas Gerais. Foram realizadas entrevistas semi-estruturadas, que foram analisadas a partir das contribuições teóricas do trabalho de François Dubet no campo da sociologia daexperiência, e do trabalho de Bernard Chariot sobre as relações com o saber. Concluiu-se que o número de formandos dos cursos de Educação Física é suficiente para cobrir a demanda de professores habilitados nesta área. No entanto, ainda há um grande número de professores não habilitados lecionando esta disciplina, o que evidencia que os concluintes deste curso preferem trabalhar em outras atividades. As análises das entrevistas permitiram concluir que nas relações que os sujeitos estabelecem com os saberes, tanto no interior do curso de licenciatura, como no exercício da docência, predominam, com maiorvisibilidade, a lógica da integração e a lógica da estratégia. Observou-se, ainda, que há uma grande articulação entre essas duas lógicas, enquanto a lógica da subjetivação somente pode ser identificada em poucas situações. As ações dos sujeitos no curso são de caráter utilitário e seu interesse maior é pelos saberes incorporados naquelas atividades que poderão ser usadas em suas aulas na escola. A maior parte destes docentes não apresentou um desempenho acadêmico satisfatório, embora afirmem que o curso tem maior significado para quem já leciona. Observou-se também que os alunos-docentes se submetem às rotinas e às determinações das escolas, mesmo quando essas não são coerentes com as propostas do curso de formação. Pode-se dizer que a experiência docente, se fosse bem explorada durante o curso, se constituiria em elemento importante no processo de formação profissional. No entanto, as necessidades prementes do fazer cotidiano destes sujeitos fazem com que mantenham uma relação superficial e imediatista com os saberes do curso, sem exploração da dimensão epistemológica destes saberes. Também parece haver, por parte dos alunos investigados, na maioria das vezes, mais apropriação dos saberes do curso do que uma real integração, o que demandaria o debate, a crítica e a ressignificação destes saberes. Por fim, acredita-se que, de toda forma, a imersão no campo de trabalho possibilita aos alunos a aprendizagens de diferentes naturezas, que são importantes para o processo de formação profissional.

Endereço: http://www.bibliotecadigital.ufmg.br/dspace/handle/1843/BUOS-9LGNL4

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.