Evolução da Posição do Corpo em Paralelas Assimétricas – Influência dos Elementos In Bar

Por: Antonio José Silva, Antônio Teixeira Marques e José Eduardo Ferreirinha.

Revista Brasileira de Cineantropometria & Desempenho Humano - v.10 - n.4 - 2008

Send to Kindle


Resumo

As diversas e contínuas alterações na estrutura do aparelho e no Código de Pontuação (CP) têm levado a uma tendência para uma maior utilização da postura alongada do corpo em Paralelas Assimétricas (PA). Com este estudo procurou-se observar a influência da execução obrigatória de elementos “in bar” na posição do corpo utilizada em exercícios de competição de PA. Recorrendo às técnicas da metodologia observacional, foram elaboradas e validadas duas categorias de observação constituídas por onze variáveis relativas à posição do corpo e elementos “in bar”. Analisaram-se 83 exercícios das ginastas finalistas de PA, em campeonatos do mundo e jogos olímpicos entre 1989 e 2004. Como principais resultados observaram-se aumentos significativos na utilização de elementos “in bar”, com e sem rotação longitudinal, assim como na respectiva dificuldade. Até 2001, os elementos em posição alongada do corpo evoluíram de 6.45 para 9.71 e regrediram para 7.88 até 2004. O número de elementos em posição fechada do corpo manteve-se entre 8.15 e 8.21 até 2001 e evoluiu para 10.94 até 2004. Com base nos resultados concluímos que a execução obrigatória de elementos “in bar” e a sua utilização para além dos requisitos obrigatórios contrariaram as tendências para maior utilização da postura alongada do corpo.


 

Endereço: https://periodicos.ufsc.br/index.php/rbcdh/article/view/1980-0037.2008v10n4p386

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.