Exercício Físico e Lipídios Séricos. Estudo comparativo entre jovens do sexo masculino, atletas e não atletas.

Por: Mário Sérgio Soares de Azevedo Coutinho.

56 páginas. 1986 00/00/0000

Send to Kindle


Resumo

A atividade física tem mostrado relação inversa com a doença coronária aterosclerótica, além disso, existem evidências de que as concentrações de lipídios e lipoproteínas se modificam no sentido anti aterogênico em resposta ao exercício. Este trabalho comparou dois grupos de indivíduos com diferentes graus de atividade física e seus respectivos perfis lipídico / lipoproteico, além de variáveis antropométricas e fisiológicas. Foram estudados 157 indivíduos do sexo masculino, com idade média de 21 anos, não fumantes, divididos em atletas (n=88) e não-atletas (n=69). Os atletas apresentaram maior capacidade aeróbica e menor conteúdo de gordura corporal em relação aos não - atletas. 0 colesterol e os triglicerídeos foram mais baixos entre os atletas, assim como o VLDL-colesterol (lipoproteína de muito baixa densidade) e os índices de risco coronário 1 e 2 (relação colesterol/ HDL-colesterol e relação L D L - colesterol / H D L - colesterol ) . 0 LDL-colesterol (lipoproteína de baixa densidade) e o HDL-colesterol (lipoproteína de alta densidade) não diferiram entre os grupos. A porcentagem de gordura corporal apresentou correlação direta significativa com os triglicerídeos e VLDL-colesterol e índices de risco 1 e 2 , e correlação inversa com o HDL colesterol , no grupo não - atleta . Os atletas apresentaram perfil lipídico/ lipoproteico mais favorável, sugerindo menor risco de desenvolvimento de doença coronária aterosclerótica.

Endereço: http://hdl.handle.net/1884/28115

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.