Exercício Físico e Saúde; Sedentarismo e Doença: Epidemia, Causalidade e Moralidade

Por: Alexandre Palma.

Motriz - v.15 - n.1 - 2009

Send to Kindle


Resumo

A literatura hegemônica tem advogado a ideia de que o sedentarismo poderia promover a ocorrência de diferentes doenças. Contudo, parece ainda incerto o entendimento do que seja "sedentarismo". Neste sentido, o objetivo do presente estudo é debater o conceito de sedentarismo e as possíveis conseqüências do discurso que assemelha o exercício físico à medicalização. Para tanto, após revisão alguns artigos científicos que tratam do tema, buscou-se categorizar o uso do termo. Além disto, procurou-se realizar uma análise das argumentações dos autores. Pôde-se perceber, então, que: a) o termo "sedentarismo" tem sido utilizado de inúmeras maneiras, que podem significar fenômenos bastante distintos; b) os autores têm, em sua grande maioria, defendido uma relação, questionável, de causalidade entre atividade física e saúde; e, c) há um forte apelo moral nos discursos produzidos pelos cientistas.

Endereço: http://www.periodicos.rc.biblioteca.unesp.br/index.php/motriz/article/view/2273/2230

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.