Exercício Intenso e Suplementação de Testosterona em Portadores de Insuficiência Cardíaca

Por: Alexandra Amin Lineburger, Anderson Zampier Ulbrich, Eduardo Porto Ribeiro, Jamil Mattar Valente Filho, Lourenço Sampaio de Mara, Sabrina We e Vitor Angarten.

Revista Brasileira de Medicina do Esporte - v.20 - n.2 - 2014

Send to Kindle


Resumo

O sono é um estado natural e recorrente, no qual acontecem processos neurobiológicos importantes. A má qualidade do sono está diretamente A insuficiência cardíaca (IC) é uma síndrome com alterações neuroendócrinas, limitações funcionais associadas à baixa qualidade de vida. Há pouco conhecimento dos efeitos do exercício físico de alta intensidade e terapia de suplementação de testosterona (TST) em portadores de IC e hipotestosteronemia.OBJETIVO: Avaliar os efeitos do exercício de alta intensidade associado a TST na qualidade de vida e potência aeróbia destes pacientes. MÉTODOS: Dezenove pacientes portadores de IC (idade media, 58 ± 10 anos; fração de ejeção, 34 ± 8%) foram randomizados para o grupo exercício de alta intensidade (controle; n=9) e exercício de alta intensidade com suplementação hormonal (intervenção; n=10). Os Pacientes exercitaram-se (40 minutos, 90% do consumo máximo de oxigênio) três vezes semanalmente durante 12 semanas. O grupo intervenção recebeu testosterona na primeira e sexta semanas. Antes e após o período de estudo foram obtidas medidas da capacidade funcional e escores do Minnesota Living with Heart Failure Questionnaire. RESULTADOS: No intragrupo controle e intervenção, respectivamente, houve aumento do pico de consumo de oxigênio (12% vs. 15%; p CONCLUSÃO: Exercício de alta intensidade melhora a capacidade funcional e escores da QV após 12 semanas de tratamento.

Endereço: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_abstract&pid=S1517-86922014000200119&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.