Exercício Preparatório de Força Isométrica Aumenta o Desempenho de Potência Muscular de Judocas em Testes Específicos e Não Específicos

Por: Bruno Teobaldo Campos, Christian Emmanuel Torres Cabido, Gustavo Ferreira Pedrosa, Thiago Teixeira e Ytalo Mota Soares.

Revista da Educação Física - UEM - v.29 - n.1 - 2018

Send to Kindle


Resumo

A potência muscular é considerada um fator determinante para o sucesso dos golpes aplicados nas lutas de judô. A realização de exercícios de força de alta intensidade tem sido utilizada como estratégia para aumentar a potência muscular através de um mecanismo conhecido como potenciação pós-ativação. O objetivo do estudo foi verificar o efeito do agachamento em isometria em alta intensidade no desempenho de judocas. A amostra foi composta por oito judocas com 8 ± 2,0 anos de experiência de judô (22,3 ± 3,5 anos; 166,0 ± 6,0 cm; 65,4 ± 7,0 kg). Os indivíduos realizaram quatro dias de testes, uma para sessão de familiarização, uma para a situação controle e duas para sessões experimentais. Nas sessões experimentais foi testado o efeito do exercício de agachamento guiado em contração voluntária isométrica máxima (CVIM) no desempenho do Special Judo Fitness test (SJFT) e do salto vertical com contra movimento (SCM). Na sessão controle foi realizado apenas o SJFT. O teste T Student pareado foi utilizado para comparar o desempenho entre as diferentes situações. Após a execução da CVIM foi observado um aumento significativo no número de arremessos no teste SJFT (25,5±2,2 vs. 26,8±2,2 projeções) e na altura do SCM (31,0 ± 2,2 vs. 33,3±2,2 cm). Conclui-se que o protocolo de exercício CVIM realizado como atividade preparatória aumentou o desempenho de atletas de judô em teste específicos do Judô / SJFT e de SCM. 

Endereço: http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/RevEducFis/article/view/32779

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.